Santos e Audax fazem acordo para finais do Paulista na Vila e em Osasco

Pedro Lopes e Samir Carvalho

Do UOL, em Santos (SP)

  • Ricardo Nogueira/Folhapress

    Santos mandará o segundo e decisivo jogo da final do Paulista em seu alçapão

    Santos mandará o segundo e decisivo jogo da final do Paulista em seu alçapão

O Santos e o Audax já chegaram a um acordo, e mandarão as partidas das finais do Campeonato Paulista, nos dias 1º e 8 de maio, no José Liberatti, em Osasco, e na Vila Belmiro, em Santos, respectivamente. O clube da Baixada, inclusive, já comunicou a Federação Paulista de Futebol (FPF). A decisão, no entanto, precisa ser oficializada pela entidade nesta segunda-feira.

A informação do acordo entre os dois times foi confirmada ao UOL Esporte por Vampeta, presidente do clube de Osasco (ouça no Tabelinha a análise de PVC e Carsughi sobre as finais do Paulistão. Clique aqui).

Na final do Estadual do ano passado, contra o Palmeiras, o presidente Modesto Roma cogitou realizar os dois jogos da final no Pacaembu, mas recuou após atender pedido de comissão técnica e jogadores. Desta vez, o mandatário já confirmou a Vila.

O Santos não traz boas lembranças em abrir mão da Vila em uma decisão de Paulista contra uma equipe de menor expressão, pois perdeu o título estadual em 2014, para o Ituano, no Pacaembu. Em contrapartida, em 2012 ganhou duas do Guarani atuando duas no Morumbi, e em 2010 uma do Santo André, com dois jogos no Pacaembu.

Após eliminar o Palmeiras, os lideres do elenco, Ricardo Oliveira e David Braz, já deixaram claro o desejo dos atletas em realizar a final na Vila Belmiro. "Sempre na Vila, é o nosso campo", afirmou Ricardo Oliveira.

"Aqui (na Vila), graças a Deus, a gente é muito forte, mais uma vez saímos sem sermos derrotados. Sabemos que vão lutar para tirar a gente daqui na final. Espero que role o segundo jogo aqui, porque a gente se sente muito bem. É a nossa casa, o torcedor comparece. Se for aqui, vai ajudar bastante para conseguir mais um título paulista", dizia o zagueiro antes de receber a confirmação da decisão na Vila.

Do lado do Audax, a vontade também é de atuar no seu estádio. "Nosso estádio tem 14 mil lugares, o que não é muito diferente da Vila Belmiro", afirmou Ney Teixeira, diretor de futebol do clube. "Não tivemos nenhum incidente quando recebemos grandes lá e acreditamos que a Federação Paulista vai considerar isso. Esperamos jogar em Osasco".

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos