Santos vive drama no fim e cede empate, mas bate Palmeiras nos pênaltis

Do UOL, em São Paulo

Pelo oitavo ano consecutivo, o Santos é finalista do Campeonato Paulista. A classificação para mais uma decisão estadual foi carimbada neste domingo em um duelo emocionante com o Palmeiras na Vila Belmiro. A vitória só veio nos pênaltis, depois de um empate em 2 a 2 no tempo regulamentar.

O placar apontava vitória por 2 a 0 para o time da casa até os 42 do segundo tempo, depois de dois gols de Gabriel. A torcida na Vila Belmiro já cantava "eliminado" para o rival. Foi quando o Palmeiras contou com um desempenho inspirado de Rafael Marques, que balançou as redes duas vezes em dois minutos e levou a disputa para os pênaltis. Nas cobranças, porém, o Santos foi mais competente e venceu. 

O próprio Rafael Marques foi responsável por uma das três cobranças desperdiçadas pelo Palmeiras. Os outros erros foram cometidos por Barrios e Fernando Prass. Pelos lados do Santos, Lucas Lima foi o único a perder.

Foi a terceira vez em um ano e meio que os dois times estiveram frente a frente em duelos de mata-mata. Os dois anteriores aconteceram em duas finais na temporada passada. O Santos levou a melhor na decisão do Paulista, mas o Palmeiras tinha dado o troco na disputa pelo título da Copa do Brasil. 

O adversário do Santos na decisão será o Audax, que eliminou o Corinthians no sábado, Antes disso, porém, tem o jogo da volta pela primeira fase da Copa do Brasil. O time receberá a visita do Santos do Amapá na quinta-feira, depois de ter empatado em 1 a 1 a partida de ida. Já a torcida do Palmeiras terá de esperar a estreia do Campeonato Brasileiro para voltar a ver a equipe em campo.

FICHA TÉCNICA
SANTOS (3) 2 X 2 (2) PALMEIRAS

Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos-SP
Data: 24 de abril de 2016, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza
Assistentes: Anderson Jose de Moraes Coelho e Alex Ang Ribeiro
Público: 13.690 pagantes
Renda: R$ 688.235,00
Cartões amarelos: Egídio, Alecsandro, Gabriel, Thiago Martins, Matheus Sales, Vagner, Vitor Hugo (Palmeiras); Elano, Gabriel (Santos)
Gols: Gabriel (Santos), aos 39 do 1º tempo e aos 29 do 2º tempo; Rafael Marques (Palmeiras), aos 42 do 2º tempo e aos 43 do 2º tempo
Nos pênaltis: David Braz, Zeca, Victor Ferras (Santos), Cleiton Xavier, Jean (Palmeiras) acertaram; Lucas Lima (Santos), Barrios, Rafael Marques, Fernando Prass (Palmeiras) erraram

SANTOS: Santos: Vanderlei, Victor Ferraz, Gustavo Henrique, David Braz e Zeca; Renato, Thiago Maia (Léo Cittadini), Vitor Bueno (Paulinho) e Lucas Lima; Gabriel (Alison) e Ricardo Oliveira
Técnico: Dorival Júnior

PALMEIRAS: Fernando Prass; Jean, Thiago Martins, Vitor Hugo e Egídio; Gabriel, Matheus Sales, Robinho (Cleiton Xavier) e Roger Guedes; Alecsandro (Rafael Marques) e Gabriel Jesus (Lucas Barrios)
Técnico: Cuca

Fases do jogo

  • Primeiro tempoO Santos tomou mais iniciativa no começo e pressionou demais o Palmeiras, principalmente pelos lados do campo. Em dois momentos diferentes, os jogadores reclamaram de pênaltis não marcados. Um aos três minutos, quando a bola chutada por Vitor Bueno bateu no braço de Roger Guedes, e outro aos 19, em um lance no qual Gustavo Henrique tentou o cabeceio dentro da área e foi atingido na cabeça pela perna de Vitor Hugo. Depois da parada técnica, o Palmeiras cresceu e conseguiu ameaçar em um chute de Roger Guedes, que exigiu boa defesa de Vanderlei. Mas foi justo quando o o time visitante começava a sair para o jogo e marcar em cima a saída de bola do adversário que o Santos abriu o placar. Lucas Lima aproveitou o espaço que se abriu no meio de campo e fez um passe em profundidade na direita para Gabriel, que dominou, cortou para o meio e bateu para o gol com precisão.
  • Segundo tempoO Palmeiras voltou do segundo tempo partindo mais para cima em busca do empate, ao passo que o rival apostava nos contra-ataques. A melhor chance apareceu aos 17 minutos, quando Gabriel Jesus invadiu a área e ficou cara a cara com Vanderlei, mas concluiu por cima do gol. Mas o Santos não só se segurou como conseguiu punir o adversário da pior forma possível: com gol. Aos 29 minutos, Zeca fez boa jogada pela esquerda e passou para Gabriel marcar. Quando o jogo parecia definido, o Palmeiras reagiu de maneira impressionante. Rafael Marques diminuiu aos 42 e empatou aos 43, levando a disputa para os pênaltis.

Destaques

  • Velho conhecidoEx-jogador do Santos, Arouca foi recebido com hostilidade pela torcida na Vila Belmiro, que o xingou bastante assim que ele entrou em campo.
  • Força na VilaO Santos continua invicto em casa no Campeonato Paulista. O retrospecto aponta agora sete vitórias e três empates.
  • Grito caladoOs gols de Rafael Marques no fim acabaram com a festa da torcida do Santos, que já estava gritando "eliminado" para o Palmeiras nos últimos minutos de partida.

Melhores

  • Gabriel, SantosNovamente decisivo, fez dois gols e levou perigo aos marcadores palmeirenses em várias outras situações em que pegou na bola.
  • Rafael Marques, PalmeirasEntrou e mudou a história do jogo para o Palmeiras, fazendo dois gols na reta final e evitando uma eliminação no tempo regulamentar que parecia certa.

Piores

  • Robinho, PalmeirasSumido em campo, foi muito pouco eficiente nas construções de jogadas do Palmeiras. Acabou sendo substituído no começo do segundo tempo.

UOL Cursos Online

Todos os cursos