Audax promete premiação milionária para jogadores por título do Paulista

Danilo Lavieri

Do UOL, em São Paulo

  • Danilo Lavieri/UOL

Além do incentivo de colocar um título do Campeonato Paulista no currículo, os jogadores do Audax têm um motivo extra para ganhar o Estadual. O time presidido por Vampeta prometeu prêmios que chegarão em R$ 2 milhões para que o elenco e a comissão técnica dividam em caso de triunfo. 

Um dirigente do clube explicou ao UOL Esporte que o valor considera todos os prêmios pagos até então, contando as vitórias na primeira fase, nas quartas de final, na semifinal e a eventual conquista da taça na final, que será disputada nos dias 1º e 8 de maio.

Na fase de grupos, por exemplo, os atletas dividiram um prêmio de R$ 30 mil a cada vitória contra time considerado pequeno e outros R$ 60 mil contra os grandes. Por se classificar em primeiro do grupo, houve mais um pagamento de cerca de R$ 300 mil. 

A FPF (Federação Paulista de Futebol) pagará R$ 4 milhões para o campeão. Seja ele o Santos ou o Audax. É daí que a equipe tirará a verba para o pagamento.

Vampeta admite que sofrerá com o assédio de outras equipes para contratação de seus destaques e até do técnico Fernando Diniz. O ex-jogador, inclusive, disse que torce para que os atletas consigam novos clubes.

"Vamos jogar a Série D e teremos vaga na Copa do Brasil, o que nos dá garantia de um calendário maior do que essa primeira fase. Sei que os jogadores vão sofrer assédio e eu até torço para que eles consigam ir para melhores clubes, porque já fui jogador. Mas os que vão ficar vão ter uma condição muito boa de trabalho. Não é todo mundo que vai sair", afirmou o dirigente.

DIVISÃO DE INGRESSOS E OFERTA DO MORUMBI

O Audax decidiu jogar em Osasco, no seu estádio, apesar de ter ofertas para atuar em estádios maiores e poder ganhar mais dinheiro proveniente da renda. Leco, presidente do São Paulo, por exemplo, ofereceu o Estádio do Morumbi para os jogos. O Estádio do Pacaembu também foi citado nas discussões.

Para ter certeza que terá seu estádio cheio, a equipe deve oferecer 7 mil ingressos para os santistas comparecerem em Osasco. O presidente da FPF, Reinaldo Carneiro Bastos, admitiu o prejuízo financeiro.

"A escolha de estádios com certeza acarreta em perdas financeiras, mas o futebol não é feito só do dinheiro. A escolha foi feita em conjunto com os clubes e com a federação". 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos