Audax que se cuide! Dorival quer manter sina de 'campeão no 1º jogo'

Samir Carvalho

Do UOL, em Santos (SP)

  • Divulgação/SantosFC

O Audax que se cuide, pois o técnico Dorival Júnior quer manter uma estratégia que o fez conquistar dois títulos e chegar a mais duas decisões à frente do Santos – vencer o primeiro jogo e facilitar as coisas para a segunda e decisiva partida.

O Santos começa a decidir, fora de casa, o título paulista, diante do Audax, neste domingo, às 16h (de Brasília), no estádio José Liberatti, em Osasco. Uma vitória deixaria o duelo mais tranquilo para a equipe santista na Vila Belmiro, no próximo dia 8.

Dorival sabe o quanto é importante conquistar um bom resultado no primeiro jogo. Na conquista do Paulistão de 2010, o Santos de Neymar e companhia venceu o São Paulo por 3 a 2 no jogo de ida, no Morumbi, e sacramentou a classificação para a final com uma vitória por 3 a 0, na Vila Belmiro, no jogo de volta.

Na final, o título foi conquistado devido a uma vitória no primeiro jogo. Os dois jogos contra o Santo André foram disputados no Pacaembu. O Santos venceu por 3 a 2 a primeira partida, mas perdeu a segunda pelo mesmo placar. Como teve melhor campanha na fase de grupos, levantou o troféu.

A estratégia se repetiu na campanha do título da Copa do Brasil de 2010, também sob o comando de Dorival Júnior. Contra o desconhecido Naviraiense, o Santos venceu o jogo de ida por 1 a 0 e atropelou por 10 a 0 na partida de volta.

O time de Dorival também encaminhou a classificação nas próximas fases, quando derrotou nos primeiros jogos, o Remo por 4 a 0 e o Guarani por 8 a 1. Nas fases de quartas e semifinal, o Santos perdeu o primeiro jogo fora de casa, mas os gols marcados foram fundamentais para a classificação.

Foram duas derrotas – para Atlético por 3 a 2 e Grêmio por 4 a 3. Vitórias por 3 a 1, no jogo de volta, na Vila Belmiro, decretaram a presença do Santos na final. A decisão da Copa do Brasil de 2010, aliás, é o grande exemplo da estratégia de Dorival.

O Santos venceu o Vitória por 2 a 0, na Vila Belmiro, no jogo de ida e, por isso, conquistou o título com uma derrota por 2 a 1, no Barradão, na partida de volta.

Ano passado, na Copa do Brasil, a estratégia se repetiu e deu certo até a final, mas o título foi perdido nos pênaltis para o Palmeiras. A equipe santista venceu nos jogos de ida: Corinthians por 2 a 0, Figueirense por 1 a 0, São Paulo por 3 a 1 e Palmeiras por 1 a 0. Porém, no segundo jogo da final, foi derrotada por 2 a 1 no tempo normal, e perdeu o título na cobrança de pênaltis.

Para os santistas, a vitória fora de casa contra o Audax é muito importante, pois o time de Osasco atua como visitante da mesma forma que joga em casa.

"Isso é interessante. Estava conversando sobre isso. Se fosse outra equipe, trazer resultado para a Vila, negativo ou empate, ele seria diferente. Porque na Vila sabemos da força que a gente tem. Mas o Audax tem mostrado que joga bem fora. Tem sido indiferente jogar em casa ou em outros campos. Tem que encarar como se fosse a segunda (partida)", disse Victor Ferraz. 

FICHA TÉCNICA - OSASCO AUDAX X SANTOS 
 
Data e horário: 1º maio de 2016, às 16h (de Brasília)
Local: Estádio José Liberatti, em Osasco (SP) 
Árbitro: Flávio Rodrigues de Sousa (SP) 
Assistentes: Hermam Brumel Vani e Miguel Caetano Ribeiro da Costa (SP ambos) 
 
OSASCO AUDAX: Sidão; André Castro, Yuri, Bruno Silva e Velicka; Tchê Tchê, Camacho e Juninho; Mike, Ytalo e Bruno Paulo.
Técnico : Fernando Diniz 
 
SANTOS: Vanderlei; Victor Ferraz, David Braz, Gustavo Henrique e Zeca; Renato, Thiago Maia, Vitor Bueno e Lucas Lima; Gabigol e Ricardo Oliveira
Técnico : Dorival Júnior 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos