Atletas do Santos exaltam Dorival antes da final: "É o Guardiola do Brasil"

Samir Carvalho

Do UOL, em Santos (SP)

  • Divulgação/Santos FC

    Thiago Maia e Zeca explicam semelhanças do trabalho de Dorival e Guardiola

    Thiago Maia e Zeca explicam semelhanças do trabalho de Dorival e Guardiola

Os jogadores do Santos estão muito satisfeitos com o trabalho do técnico Dorival Júnior. Em meios aos treinos para a final do Campeonato Paulista, contra o Audax, domingo, às 16h (de Brasília), na Vila Belmiro, o santistas destacaram o trabalho tático do treinador e até o compararam com o espanhol Pep Guardiola, técnico do Bayern de Munique, da Alemanha.

Dorival Júnior fez estágio com Guardiola no clube alemão antes de voltar ao Santos no meio da temporada passada e, por isso, tenta implantar o estilo de jogo do espanhol na equipe santista.

"Dorival é o Pep Guardiola do Brasil. Se espelha muito no Bayern. Sempre assiste. Falar mal do Pepe é falar mal do filho dele. Fez estágio, ficou um mês lá e trouxe isso. Tem paciência com os moleques, dá oportunidade para o Ronaldo, Vitor Bueno, Zeca, Gustavo, para mim. Espero que ele fique aqui por muito tempo. Combina com o Santos", afirmou Thiago Maia.

Os santistas levam a sério a definição e até aceitam os apelidos dos atletas do Bayern de Munique, como Xabi Alonso e Lahm.

"Pode ser (Alonso). Mas sou mais bonito do que ele (risos)", disse Thiago Maia.

O lateral Zeca também entra na brincadeira, mas destaca com seriedade as semelhanças entre Dorival e Guardiola, e o trabalho europeu utilizado por seu comandante no Santos.

"Pode ser (o Lahm) (risos). Thiago (Maia) lembrou muito bem do professor e do filho dele. Foram estudar, aprender, foram humildes. Estudaram o futebol de lá. Trouxe a filosofia e está dando muito certo no Santos. Não se falava muito de linhas, de sair, toque de bola, era mais pra frente. Santos joga assim, encaixado em linhas, para não ser surpreendido", disse Zeca.

Ele dá risada. Brinca também (apelido de Guardiola). Brincadeira sadia. Trabalhos feitos lá nós fazemos aqui. Trabalho que melhorou muito o time. Fazíamos o gol, queríamos fazer outro, e acabava tomando. Ganhando de 3 a 0, 4 a 0 e com menos posse. A gente corria muito, agora corremos menos, dosamos, fazemos o adversário cansar. Isso mudou bastante", completou.

Zeca e Thiago Maia, que podem defender a seleção brasileira nos Jogos Olímpicos, têm muito agradecer a Dorival. A dupla estava encostada sob o comando do técnico Marcelo Fernandes, hoje integrante da comissão técnica fixa do Santos.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos