Contra Vampeta, torcida do São Paulo prega boicote à estreia de Ceni

Adriano Wilkson e José Eduardo Martins

Do UOL, em São Paulo

  • UOL Esporte

    Vampeta, presidente do Audax, anunciou ingressos a R$ 100 para estreia de técnico

    Vampeta, presidente do Audax, anunciou ingressos a R$ 100 para estreia de técnico

As organizadas do São Paulo e parte da torcida comum reunida na internet começaram uma campanha para boicotar a estreia da equipe no Paulista, em 5 de fevereiro, contra o Grêmio Audax. Será o jogo de estreia de Rogério Ceni como técnico em uma partida oficial.

Na última quinta-feira, o ex-corintiano Vampeta, presidente do Audax, mandante do jogo, anunciou que cobrará no mínimo R$ 100 por ingresso. A partida deve ser realizada em Barueri, na região metropolitana de São Paulo. "Isso é sacanagem, olha como está a situação financeira do país!", disse André Azevedo, presidente da Dragões da Real, uma das organizadas envolvidas na proposta de boicote.

"Crise financeira, campeonato falido, torcidas punidas e esse cidadão por conta de querer mídia a nossas custas vem com mais essa novidade", afirma um meme espalhado pelas redes sociais de são-paulinos nos últimos dias. "Ou abaixo o valor ou contamos que todos os são-paulinos comprem a ideia de boicotar esse jogo!"

Reprodu??o
Meme que circula nas redes foi proposto por organizadas e convida a boicotar jogo

Em entrevista à rádio "Jovem Pan", além de anunciar o valor mínimo do ingresso, Vampeta não negou a vontade de fazer caixa com a torcida são-paulina.

"O ingresso mínimo, estou falando hoje, me deram autonomia, é R$ 100. Se eu conseguir botar 10 mil são-paulinos na estreia do Mito, no ingresso mais barato a R$ 100, é um milhão de reais", disse o ex-volante, campeão do mundo com a seleção brasileira em 2002.

"É uma situação de jogo diferente, é o maior atleta da história do São Paulo. Se não está o Rogério, se o treinador fosse o 'Zezinho', o ingresso [seria] 60, 70 reais. Mas esse jogo eu vou fazer um espetáculo."

Em contato com a reportagem do UOL Esporte, Nei Teixeira, o diretor de futebol do Audax, disse que seguirá a ordem de seu chefe, mas não confirmou o preço. "Se o presidente falou, vamos ter de cumprir", afirmou ele. "Ele já teve ter entendido algum número, mas não sentamos ainda e discutimos. Primeiro, vamos fechar a oficialização da Arena [Barueri] como o local do jogo, para depois confirmar o preço do ingresso"

Procurado pela reportagem, o São Paulo disse que a definição do preço dos ingressos é de responsabilidade completa do Audax. "O mando é deles", afirmou José Jacobson Neto, diretor de futebol tricolor. "Será que a torcida deles consegue encher o estádio? Mesmo que abra a venda para a torcida do São Paulo a esse preço, os são-paulinos que vão ter de ver se têm bolso para ir. Na semana seguinte temos o jogo contra a Ponte Preta em casa, será que eles vão poder ir nos dois jogos?"

Antes da estreia oficial no Paulista, Ceni comandará o São Paulo na Florida Cup, um torneio amistoso no fim do mês nos Estados Unidos.

Os torcedores que pregam o boicote ao primeiro jogo do Paulista querem que a "verdadeira" estreia oficial de Ceni seja no Morumbi, na semana seguinte, contra a Ponte Preta.

Ceni fala em mais 2 ou 3 reforços: "Não tenho elenco como o do Palmeiras"

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos