Dorival descarta nó tático de Ceni: "tomamos gols de contra-ataque"

Do UOL, em Santos (SP)

O técnico Dorival Júnior negou que o Santos tenha leva um 'nó tático' do São Paulo na Vila Belmiro, na noite desta quarta-feira (15). De acordo com o treinador santista, o time acabou derrotado por conta dos contra-ataques bem encaixados pela equipe comandada por Rogério Ceni, que venceu o duelo por 3 a 1, de virada, pelo Paulista.

Depois de sair à frente no placar com um gol de Copete (após bela jogada de Vitor Bueno), o Santos levou o empate após pênalti de Zeca e convertido por Cueva, ainda no primeiro tempo. Já na etapa final, em dois contra-ataques, Luiz Araújo balançou as redes duas vezes. Em outro contra-ataque, Gilberto por pouco não marcou o quarto gol tricolor.

"Nós tomamos gol de contra-ataque. Não foi nó tático. Isso não existe. Nó tático é a maior mentira. O São Paulo não nos pressionou", disse. "Isso aí é que nem quando o médico fala que é uma virose, e não sabe explicar o que é", comparou o treinador.

Vaiado no final da partida e após o apito final, Dorival Júnior encarou como normal as críticas dos torcedores: "Quando resultados não acontecem, um jogador ou outro, ou o próprio treinador, são xingados. Normal".

O Santos tem a chance de se redimir com a torcida no sábado (18), quando volta à Vila Belmiro para encarar a Ferroviária, pela quarta rodada do Campeonato Paulista.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos