Juiz estragou o jogo? Palmeirenses deviam ter avisado? Blogueiros opinam

Do UOL, em São Paulo

A atuação do árbitro Thiago Duarte Peixoto na vitória do Corinthians sobre o Palmeiras por 1 a 0, na última quarta-feira (22), pelo Campeonato Paulista, foi alvo de muita controvérsia. O motivo: ele deu o amarelo para Gabriel, que já tinha cartão, por uma falta cometida por Maycon.

O erro do juiz estragou o clássico ou o jogo foi bom mesmo depois de o Corinthians ficar com 10? E os jogadores do Palmeiras que perceberam o equívoco deveriam ter avisado o apitador?

Veja o que falaram os blogueiros do UOL Esporte sobre o clássico:

Juca e Menon: árbitro estragou o jogo e merece geladeira

Juca Kfouri: "O mundo o avisou do erro, mas, arrogante e autoritário, o assoprador manteve o erro e estragou um clássico que a garra do Corinthians mantinha equilibrado apesar de sua inferioridade técnica em relação ao Palmeiras".

Menon: "E não foi só aí que errou. Gabriel deveria ter levado amarelo logo no início. Bateu muito. E o juiz, nada. Estava preocupado mesmo é com a cor da touca de Felipe Melo. É um juiz cheio de faniquito, querendo mostrar uma autoridade que não vem da serenidade e do saber, mas sim da prepotência".

Mauro e Julio Gomes: palmeirenses deveriam ter avisado juiz

Mauro Beting: "Infelizmente, em vez de concorrerem ao prêmio Fair-Play da Fifa, atletas e comissão técnica do Palmeiras fizeram de tudo para seguirem ludibriando o árbitro. Ninguém ajuda os atrapalhados apitadores. Não é exclusividade dos palmeirenses, no caso. É do nosso futebol, da nossa incultura, da lei imposta de Gerson".

Julio Gomes: "Imaginem que linda seria a cena de alguém do Palmeiras avisando o árbitro do erro? Iria rodar o mundo, seria um exemplo de fair play. Quem estava vestido de verde, percebeu o erro e não falou nada perdeu uma grande chance na vida".

PVC: Palmeiras sofre com mudança de Cuca para Baptista

PVC: "O clássico dos 100 anos será lembrado pelo erro de Thiago Duarte Peixoto, que expulsou equivocadamente o volante Gabriel. Também pelo Palmeiras ter repetido uma coisa que se vê desde o amistoso contra a Ponte Preta. O Palmeiras controla a bola, mas não controla o jogo. Teve 66,4% de posse de bola e quatro chutes no alvo. O Corinthians com 33% do tempo com a bola chutou três vezes".

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos