Com quase um time fora, Corinthians pega melhor do Paulista com tática rara

Dassler Marques e Diego Salgado

Do UOL, em São Paulo

  • Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

    Kazim e Jô conversam em treino do Corinthians: juntos em Mirassol

    Kazim e Jô conversam em treino do Corinthians: juntos em Mirassol

A empolgante vitória diante do Palmeiras não permitiu ao treinador Fábio Carille dar sequência em direção à equipe próxima do ideal. Em função do desgaste, um repaginado Corinthians visita o Mirassol neste sábado (25) para tentar dar nova prova de seu bom momento no Paulista. 

Dona da segunda melhor campanha em cinco rodadas do Estadual, com 12 pontos em 15 possíveis, a equipe corintiana visita justamente a única com mais pontos: o Mirassol, que venceu quatro times do interior e ainda empatou com o São Paulo no Morumbi.

Contra a sensação do início do torneio, porém, Carille não conseguirá escalar o time ideal. De 27 jogadores inscritos, só 19 têm condições e foram relacionados para a viagem em Mirassol. Mesmo assim, desse grupo, é provável que três fiquem no banco de reservas em razão do desgaste: Fagner, Balbuena, e Romero não treinaram na sexta e a tendência é que sejam preservados. Rodriguinho sequer viaja. 

Com a prioridade declarada de mandar a campo uma equipe que possa jogar em elevado nível de intensidade, Carille vai priorizar a partida seguinte contra o Brusque, pela Copa do Brasil. Em Mirassol, em função dos vários problemas, adotou até um esquema tático historicamente pouco usado pelo Corinthians nos últimos 10 anos.

Se no período a formação tática corintiana variou entre 4-2-3-1 e 4-1-4-1, salvo momentos específicos, em Mirassol o funcionamento deve ser outro, com duas linhas de quatro e dois jogadores de referência mais à frente. Só com Pato e Guerrero juntos, em 2013 com Tite, essa formação havia sido experimentada. 

Depois de tentar Jô pela ponta direita e Kazim pelo centro, Carille agora vai testar os dois centroavantes, de fato, lado a lado. O treinador também já estudou a utilização do turco-inglês pela beirada, mas se mostra mais inclinado ao 4-4-2 em Mirassol.

Com problemas no meio, o treinador também deve fazer uma escolha diferente em relação ao jovem volante Maycon. A exemplo do que havia feito diante do Audax, mas só nos minutos finais, ele deverá atuar aberto à esquerda do meio-campo. Maycon, que já foi lateral esquerdo, volante e meia na base, teve essa nova posição sugerida pelo auxiliar Osmar Loss, ex-treinador do sub-20.

Se confirmada a provável escalação, Carille irá aumentar ainda mais a quantidade de atletas da base no Corinthians de 2017. A formação treinada prevê cinco jogadores jovens, além do experiente Jô, na formação titular. E o treinador espera por mais uma vitória que elevaria a confiança não apenas nos titulares, mas na força do grupo montado para a temporada. 

OBS.: a lista de quem está de fora: Leo Santos, Camacho, Guilherme, Marlone, Giovanni Augusto, Marquinhos Gabriel, Rodriguinho e Jadson.

FICHA TÉCNICA

MIRASSOL x CORINTHIANS

Local: Estádio José Maria de Campos Maia, em Mirassol
Data: 25 de fevereiro de 2017, sábado
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Vinicius Furlan
Assistentes: Alex Ang Ribeiro e Luis Alexandre Nilsen

MIRASSOL: Vagner; Mário Sérgio, Wellington (Wallace), Edson Silva e Raul; Paulinho, Willian e Xuxa; Rodolfo, Zé Roberto e Weliton Júnior. Treinador: Moisés Egert

CORINTHIANS: Cássio; Leo Príncipe (Fagner), Pedro Henrique (Balbuena), Pablo e Guilherme Arana; Léo Jabá, Gabriel, Fellipe Bastos e Maycon; Kazim e Jô (Romero). Treinador: Fábio Carille

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos