Quem larga na frente entre os 10 reforços do Palmeiras para 2017

José Edgar de Matos

Do UOL, em São Paulo (SP)

  • Rubens Cavallari/Folhapress

    Badalado, Guerra cometeu falha decisiva no clássico contra o Corinthians

    Badalado, Guerra cometeu falha decisiva no clássico contra o Corinthians

O Palmeiras não se apegou ao título do Campeonato Brasileiro, conquistado no ano passado, e se comportou de forma ativa no mercado da bola. Ao todo, a equipe alviverde contratou dez atletas – inclui-se, na conta, o lateral direito Fabiano – para ajudar o grupo vencedor de 2016. Mas, depois de um mês, alguns largaram na frente em relação à empatia com o torcedor.

A temporada se encontra no início, mas nomes como Raphael Veiga e Michel Bastos ganharam espaço cativo no time titular de Eduardo Baptista, especialmente pelo período de ausência da dupla Tchê Tchê e Moisés (ambos lesionados).

Alejandro Guerra, badalado pela temporada passada no Atlético Nacional-COL, já ficou marcado por uma falha decisiva, enquanto o companheiro Miguel Borja, nome mais esperado para 2017, estreou da melhor maneira possível no último sábado.

Confira abaixo quem larga na frente entre os novos nomes do Palmeiras:

Miguel Borja

Cesar Greco/Fotoarena

Contratação mais badalada (e mais cara) deste atual Palmeiras, Miguel Borja atuou por pouco mais de 20min na partida do último sábado, contra a Ferroviária (goleada por 4 a 1). A primeira impressão, para o palmeirense, foi a melhor possível. O centroavante colombiano anotou o seu primeiro gol logo na estreia, e agora depende de um melhor condicionamento físico para se efetivar como titular.

Alejandro Guerra

Badalado pela temporada passada, na qual acabou eleito o melhor jogador da Copa Libertadores pelo Atlético Nacional-COL, Guerra agradou nas primeiras aparições com a camisa do Palmeiras. No entanto, uma falha já estigmatizou o venezuelano. O erro no clássico contra o Corinthians, em que Maycon roubou a bola do camisa 18 e puxou o contra-ataque para o gol de Jô, deixou o jogador abatido; ele nem sequer falou após o dérbi em Itaquera.

Raphael Veiga

Contratado junto ao Coritiba como uma aposta, Raphael Veiga mostra-se como um dos mais adaptados ao esquema de Eduardo Baptista. Rapidamente, o camisa 20 assumiu a condição de titular, especialmente pela capacidade de transitar entre as duas áreas do gramado. São dois gols anotados e um assistência nesta temporada - o passe para gol ocorreu no último sábado, no tranquilo triunfo diante da Ferroviária.

Ale Cabral/AGIF

Michel Bastos

Além de Veiga, Michel Bastos também obteve rapidamente um lugar no time titular de Eduardo Baptista. O veterano de 33 anos mostrou versatilidade para atuar em duas funções: aberto pelo lado direito na vaga de Róger Guedes e também no centro do meio-campo. Com dois gols assinalados no Paulista, agradou ao treinador e tem a chance de se fixar entre os 11, graças à grave lesão de Moisés. 

Keno

Um dos nomes menos badalados dos reforços, Keno conquistou espaço com boas atuações diante de Linense e Corinthians; diante do arquirrival, as duas melhores chances saíram dos pés do atleta, que carimbou o travessão e exigiu grande defesa de Cássio por intermédio de uma cabeçada. Autor de um gol diante da Ferroviária, no último sábado, o atacante surge como um dos mais participativos, e os números comprovam. Segundo o Footstats, o ex-Santa Cruz lidera o Palmeiras no quesito finalizações certas (oito) e erradas (seis - ao lado de Willian e Michel Bastos) no Campeonato Paulista.

Felipe Melo

MIGUEL SCHINCARIOL/ESTADÃO CONTEÚDO

O 'ousado' se mostra ativo nas redes sociais e em campo. Felipe Melo tem papel fundamental no esquema de Eduardo Baptista ao proteger a dupla de zaga e centralizar a saída de bola. O volante lidera o elenco em desarmes (13) e é o sétimo em passes certos (142) - não jogou no último sábado diante da Ferroviária. Fora de campo também assumiu um papel de referência dos atletas, e rapidamente se tornou um líder diante dos campeões brasileiros do ano passado.

Willian

O 'Bigode' desembarcou na Academia de Futebol e rapidamente virou titular com Eduardo Baptista. O atacante possui características que agradam ao treinador, como a velocidade e os arremates de média distância – contra o Corinthians, por exemplo, acertou o travessão. Willian anotou um gol depois de seis rodadas de Campeonato Paulista. Defensivamente, o camisa 29, importante para pressionar os zagueiros adversários, também se mostra muito útil: é o segundo do time em desarmes, com 12 no Estadual.

Fabiano

Herói do título brasileiro do ano passado ao anotar o gol na vitória sobre a Chapecoense, Fabiano se lesionou justamente na primeira chance como titular no Campeonato Paulista. Com poucos minutos diante do Ituano, ainda pela segunda rodada do Estadual, o lateral-direito sofreu uma lesão muscular na coxa. O retorno é previsto para um mês.

Antônio Carlos

O jovem zagueiro ainda não estreou pelo Campeonato Paulista, e deve receber poucas chances, em virtude da concorrência – Mina e Vitor Hugo são os titulares, e Edu Dracena e Thiago Martins os substitutos direto. Antônio Carlos atuou apenas no amistoso contra a Chapecoense, ainda em janeiro.

Hyoran

Outro atleta contratado 'para o futuro', Hyoran tem se destacado nos jogos-treinos na Academia de Futebol. No entanto, por preferência da comissão técnica, acabou fora da lista de inscritos para o Campeonato Paulista. Há a chance de o ex-meia da Chape entrar no elenco para a fase de mata-mata; quatro nomes podem ser trocados.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos