Adiamento do clássico não avança após pedido do SP e veto do Corinthians

Diego Salgado e José Eduardo Martins

Do UOL, em São Paulo

  • AFP PHOTO / Gregg Newton

    São Paulo e Corinthians vão se enfrentar no dia 26 de março

    São Paulo e Corinthians vão se enfrentar no dia 26 de março

O adiamento do clássico São Paulo e Corinthians, marcado para o dia 26 de março, não irá ocorrer. A decisão da Federação Paulista de Futebol (FPF) ocorreu na manhã desta terça-feira, pouco depois de o clube tricolor formalizar o pedido de mudança da data da partida válida pela 11ª rodada do Campeonato Paulista.

Na noite desta terça-feira, o diretor de futebol do Corinthians, Flávio Adauto, sinalizou que o clube alvinegro seria contra o adiamento. Se consultados, os corintianos diriam não.

"(Nossa postura será) De jogarmos de acordo com o que determina a tabela. Ninguém nos falou em mudança. Estou certo de que não ocorrerá", disse o dirigente do Corinthians.

O diretor de futebol do São Paulo, Jacobson Neto, por sua vez, já acreditava que o rival não poderia aceitar o adiamento pelo fato de o time do Corinthians também ter desfalques para o jogo.

"Para eles (Corinthians), talvez, seja interessante (não adiar) porque nós temos jogadores importantes que vão nos desfalcar", afirmou.

O São Paulo não poderá contar com o atacante Lucas Pratto, o lateral Buffarini e o meia Cueva, todos convocados por suas respectivas seleções - o clássico será disputa em meio à data Fifa (entre 20 e 28 de março).

O Corinthians também não poderá contar com o lateral direito Fagner, que foi convocado por Tite. Além disso, Balbuena e Romero podem estar na relação do Paraguai.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos