Maratona pode obrigar Palmeiras a fazer trocas para o clássico com o SP

Do UOL, em São Paulo (SP)

  • Cesar Greco/Ag. Palmeiras

    Questões físicas impedem Eduardo Baptista de repetir o time da estreia na Libertadores

    Questões físicas impedem Eduardo Baptista de repetir o time da estreia na Libertadores

Somente às 5h (de Brasília), desta quinta-feira, o Palmeiras desembarcou em Guarulhos depois do empate por 1 a 1 contra o Atlético Tucumán-ARG, em duelo pela primeira rodada da fase de grupos da Copa Libertadores da América. A logística complicada atrapalhou os planos de Eduardo Baptista, que precisará modificar o time.

Para o clássico contra o São Paulo, marcado para sábado, às 16h (de Brasília), a comissão técnica promoverá mudanças graças às condições físicas de alguns atletas; a ausência de Felipe Melo, suspenso pelo terceiro cartão amarelo, já era esperada.

Nomes como Miguel Borja e Keno, desgastados fisicamente no compromisso disputado na Argentina, devem ganhar descanso no final de semana; pelo menos desde o início da partida. Esta ideia de modificar o time constava no planejamento da comissão técnica antes mesmo da estreia na Libertadores.

Desta forma, alguns nomes constam com grandes chances de iniciarem o duelo contra o São Paulo no Allianz Parque. Antigos titulares e reforços badalados, por exemplo, devem ganhar uma nova chance diante da equipe de Rogério Ceni, no segundo clássico palmeirense da temporada.

Yerry Mina

Suspenso da estreia na Libertadores, o zagueiro colombiano é a principal opção do sistema defensivo para o jogo do final de semana. Preterido do duelo contra o Red Bull para Eduardo Baptista testar a defesa com Edu Dracena e Vitor Hugo, Mina agora se encontra sem qualquer amarra. Com apenas dois jogos na temporada e fora da viagem a San Miguel de Tucumán, encontra-se em boas condições físicas.

Alejandro Guerra

Um dos reforços mais badalados pela participação decisiva na Libertadores do ano passado, quando ainda defendia o Atlético Nacional-COL, Guerra permaneceu no banco durante toda a partida contra o Atlético Tucumán e deve ganhar uma chance no sábado entre os titulares. O venezuelano carrega o peso de precisar dar uma resposta, em virtude da falha no primeiro clássico regional da temporada, na derrota para o Corinthians (1 a 0).

Tchê Tchê

Pouco mais de um mês após sofrer com uma pequena fratura no ombro esquerdo, o meio-campista palmeirense se encontra próximo do retorno. Durante a semana, o novo camisa 8 palestrino participou do jogo-treino contra o Jabaquara; havia a expectativa de Tchê Tchê viajar para a Argentina e atuar na última quarta-feira, mas Eduardo manteve-o no Brasil. Agora, sem Felipe Melo suspenso, nasceu a oportunidade perfeita para o retorno.

Egídio

Embora rara, a situação de Eduardo Baptista optar por preservar Zé Roberto pode ocorrer justamente em um clássico. O veterano de 42 anos atuou em sete jogos na temporada – ficou fora apenas da goleada sobre o Linense – e por 90min em todos os desafios. Desta forma, Egídio aparece como a primeira opção para a lateral-esquerda.

Willian

O 'Bigode' é sério candidato a começar o clássico de sábado. Tudo em virtude das condições físicas de Miguel Borja, ainda sem apresentar as plenas condições para aguentar a sequência de jogos. O centroavante colombiano, que estreou como titular diante do Tucumán, saiu desgastado na reta final do jogo na Argentina, e Willian, autor de dois gols no ano, ocupa o lugar de substituto imediato no comando de ataque palmeirense.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos