Vitor Hugo sofre com indisciplina repentina e vê Edu Dracena como sombra

José Edgar de Matos

Do UOL, em São Paulo (SP)

  • Gustavo Garello/Jam Media via AP

    Pesadelo: Vitor Hugo foi expulso na Libertadores e pode ser suspenso no Paulista

    Pesadelo: Vitor Hugo foi expulso na Libertadores e pode ser suspenso no Paulista

Destaque do Palmeiras desde a chegada, ainda tímida no ano de 2015, Vitor Hugo passa pelo momento de maior instabilidade dentro do clube. Depois de alcançar o auge com a convocação para a seleção brasileira, o defensor demonstrou um lado desconhecido com 'lapsos' de disciplina que podem prejudica-lo ainda mais nas próximas semanas.

Na última quarta-feira, o camisa 4 palmeirense, um atleta de temperamento tranquilo e extremamente disciplinado geralmente, cometeu duas faltas consideradas duras pela arbitragem e recebeu o cartão vermelho com menos de 25min do primeiro tempo.

A expulsão deixou o Palmeiras com um homem a menos durante todo o restante da partida contra o Atlético Tucumán. No final, mesmo com dez atletas, atual campeão nacional sustentou o empate por 1 a 1, e contou com chances para deixar o interior da Argentina com os três pontos.

O cartão vermelho abateu o jogador. Vitor Hugo deixou o estádio sem conversar com a imprensa e contou com a defesa dos companheiros. Felipe Melo foi um a usar a exposição para 'resgatar' o jogador ainda durante a madrugada da última quinta-feira.

"Esse empate tem sabor de vitória e vai para o nosso amigo e guerreiro Vitão. Vamos lá, que a Libertadores está apenas começando", disse o volante, ciente do momento negativo vivido pelo companheiro.

A expulsão na Argentina expande o cenário negativo encontrado pelo defensor palmeirense nas últimas semanas. No último dia 22, depois de acertar cotovelada no corintiano Pablo, Vitor Hugo se tornou alvo do Tribunal de Justiça Desportiva de São Paulo.

O palmeirense será julgado pelo lance, no qual sequer recebeu cartão amarelo, na próxima segunda-feira. Denunciado no artigo 254-A (praticar agressão física durante a partida, provas ou equivalente), inciso 1 (desferir dolosamente soco, cotovelada, cabeçada ou golpes similares em outrem, de forma contundente ou assumindo o risco de causar dano ou lesão ao atingido), o defensor pode pegar até 12 jogos de suspensão.

Os casos das últimas semanas se contrapõem ao comum comportamento de Vitor Hugo, especialmente dentro de campo. Um cara tranquilo e brincalhão fora das quatro linhas – um dos mais queridos pelo grupo -, o zagueiro carregava o comportamento extremamente disciplinar desde que chegou à Academia de Futebol.

Antes da expulsão em San Miguel de Tucumán, Vitor Hugo receberá apenas outro cartão vermelho pelo Palmeiras – em 4 de abril de 2015, na vitória por 3 a 1 sobre o Mogi Mirim. No ano passado, por exemplo, foram apenas 11 cartões amarelos em 59 partidas.

Edu Dracena pede passagem?

Ao mesmo tempo em que Vitor Hugo errou, Edu Dracena cresceu de desempenho. O veterano de 35 anos recebeu elogios públicos do técnico Eduardo Baptista e aparece como um dos atletas mais ativos dentro do campeão brasileiro na atual temporada.

Edu Dracena atuou em seis jogos – ficou fora apenas do dérbi contra o Corinthians, quando a zaga titular (Vitor Hugo e Yerry Mina) atuou junta. Na estreia da Libertadores, o experiente defensor se destacou, e os números do Footstats comprovam a boa fase do veterano.

O camisa 3 terminou como o segundo melhor do time em rebatidas – dez, duas abaixo de Antônio Carlos -, o terceiro em desarmes certos (dois) e o segundo em passes certos (19).

Sob o risco de ser suspenso por pelo menos quatro jogos – pena mínima para a denúncia no TJD-SP -, Vitor Hugo sabe que há uma (importante) sombra, agora que Mina deve voltar ao time titular.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos