Ceni defende Denis em golaço de Dudu: "foi mais bonito que do Robinho"

Do UOL, em São Paulo

O técnico Rogério Ceni viveu uma situação inusitada, neste sábado. Afinal, ao ver o golaço de Dudu no clássico entre Palmeiras e São Paulo, lembrou de um golaço que ele mesmo sofreu há dois anos. Naquela oportunidade, o meia Robinho dominou a bola no peito, chutou da intermediária e balançou a rede do Allianz Parque. Em entrevista coletiva após o jogo, Ceni comparou os dois lances e elogiou muito Dudu para defender Denis, que sofreu o gol deste sábado.

"O gol do Dudu foi mais bonito, ele pensou mais rápido. Em uma saída de bola errada, porque o Buffarini não tinha opção de passe, ele domina a bola, gira e já bate. Foi um gol com total mérito do Dudu. Um golaço muito bonito", exaltou o técnico do São Paulo.

Questionado sobre a parte psicológica dos goleiros do São Paulo, Ceni defendeu Denis: "vejo estrutura emocional nos quatro goleiros que tenho. Eles têm personalidade. Ou você acha que o Denis falhou? A gente tem que aplaudir o cara que fez um gol desse. Denis fez a jogada certa. Ele dá apoio e suporte para o Douglas, se ele quisesse voltar. Aí o Buffarini vai girar, perde, e o Dudu tem raciocínio muito rápido. Mérito do jogador do Palmeiras. Temos que valorizar o trabalho do rapaz e não tentar achar um culpado".

Depois do gol, Dudu disse que já estava observando o posicionamento adiantado de Denis. Rogério Ceni confirmou que o goleiro estava no lugar certo: "o Denis tomou gol em uma saída de bola errada. Não tem como estar adiantado. Ele fez o procedimento esperado. Ele estava fora do gol. Era o básico que podia fazer. Não estava adiantado, como eu estava no gol que eu sofri. Eu tirei uma bola errada em um dia que o campo estava ruim. E o Robinho foi muito rápido. Hoje é mérito do Dudu. Naquele momento o Denis estava lateralizado. Mas se ele (Dudu) teve essa observação, mostra que ele é mais jogador ainda do que vem mostrando. Mérito total dele".

O golaço de Dudu estragou toda estratégia que Ceni tinha pensado: "meu intuito era fazer marcação mais na frente no 2º tempo. Com Pratto, Araújo e Nem. Por isso pensei em uma situação mais conservadora com Thiago no 1º tempo. Mas quando a gente perde confiança, mesmo com a substituição, não deu resultado. Isso mostra que a gente tem que evoluir e que o Palmeiras está em um estágio na frente do nosso nesse momento".

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos