Outro jogo: muita coisa mudou desde o último Palmeiras x São Paulo

Do UOL, em São Paulo

  • Rubens Cavallari/Folhapress

    Chávez e Mina disputam pela bola em clássico entre São Paulo e Palmeiras no Allianz Parque, em setembro de 2016

    Chávez e Mina disputam pela bola em clássico entre São Paulo e Palmeiras no Allianz Parque, em setembro de 2016

São Paulo e Palmeiras se enfrentaram pela última vez no dia 7 de setembro de 2016 – na ocasião, o alviverde venceu por 2 a 1. A partida aconteceu em momentos distintos entre as duas equipes, com palmeirenses buscando o título brasileiro e são-paulinos oscilando entre briga contra o rebaixamento e meio da tabela. De lá para cá, quase tudo mudou dos dois lados – a partida que acontece neste sábado, no Allianz Parque, tem circunstâncias bem diferentes do último clássico.

Jogadores

O Palmeiras que enfrentou o São Paulo pela última vez tinha Jaílson como titular. Fernando Prass que vai atuar dessa vez. A zaga é a mesma: Jean, Vitor Hugo, Mina e Zé Roberto. Gabriel era o primeiro volante e hoje está no Corinthians. Felipe Melo será seu substituto. Allione era uma das peças para armar o time: o argentino está atualmente no Bahia. Moisés fazia o papel de segundo volante, mas está machucado. Rafael Marques foi o atacante titular e nem relacionado para a última partida ele foi.

O São Paulo, por sua vez, não conta mais com as presenças de Carlinhos, Hudson e Kelvin, que foram titulares no último clássico. Maicon está lesionado, Wesley no banco de reservas e Chavez perdeu muito espaço no elenco. Em compensação, devem estar em campo Cueva, Pratto (ou Gilberto), Junior Tavares, Jucilei e Buffarini, em um São Paulo que promete ser bem mais forte do que o de 2016.  

Técnico

O técnico era Cuca, que contava com certa tranquilidade no cargo, especialmente por ir bem em clássicos. Hoje o Palmeiras vai de Eduardo Baptista, contestado por parte da torcida por ser supostamente retranqueiro.

O São Paulo segue o caminho oposto; se no ano passado tinha um pressionado Ricardo Gomes, hoje tem um ambiente de tranquilidade total com Rogério Ceni. Um dos maiores ídolos da história do clube, o ex-goleiro vive lua de mel com a torcida e tem conquistado mais admiradores ainda com o estilo ofensivo de sua equipe.

Tática

Cuca gostava de escalar o time no 4-2-3-1 ou 4-3-3, dependendo da ocasião. Eduardo Baptista só monta o time no 4-1-4-1, com um volante cão de guarda à frente da zaga e quatro atletas que se revezam na linha de meio, fazendo jogadas pelo centro e pelas laterais.

Ceni mudou completamente o estilo de jogar do São Paulo – sempre com pressão desde o campo de ataque, três jogadores ofensivos e movimentação intensa, tem implementado um estilo extremamente ofensivo em todas as partidas. Como ponto fraco, o sistema vem tendo falhas defensivas, com gols sofridos em todas as partidas – são 14, a terceira pior defesa do Paulista.

Diretoria

O Palmeiras tinha Paulo Nobre em um momento de tranquilidade absoluta, com a única pressão de confirmar o favoritismo de ser o campeão brasileiro. Maurício Galiotte, hoje presidente, tem paz política assegurada por Mustafá Contursi, mas já tem Paulo Nobre e alguns de seus correspondentes na oposição.

No São Paulo, o presidente é o mesmo, Carlos Augusto de Barros e Silva, mas o momento é eleitoral. As eleições para a presidência do clube acontecem em abril, e Leco tem como adversário de peso o ex-presidente José Eduardo Mesquita Pimenta, que presidiu o clube entre 90 e 94. O ambiente político no Morumbi tem esquentado a cada dia, com as duas campanhas já lançadas.

 

FICHA TÉCNICA

PALMEIRAS X SÃO PAULO

Data: 11 de março de 2017, sábado

Local: Allianz Parque, em São Paulo (SP)

Hora: 16h (de Brasília)

Arbitro: Vinicius Gonçalves Dias Araujo

Assistentes: Danilo Ricardo Simon Manis e Tatiane Sacilotti dos Santos Camargo

PALMEIRAS: Fernando Prass; Jean (Fabiano), Vitor Hugo, Mina e Egídio; Thiago Santos; Michel Bastos, Tchê Tchê, Guerra (Keno) e Dudu; Borja (Willian).
Técnico: Eduardo Baptista

SÃO PAULO: Denis; Bruno, Lugano, Rodrigo Caio e Junior Tavares; Jucilei (João Schmidt), Thiago Mendes e Cícero; Cueva, Luiz Araújo e Lucas Pratto.
Técnico: Rogério Ceni

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos