R. Oliveira quer fim de jejum contra Palmeiras. E já mira novo gol de falta

Samir Carvalho

Do UOL, em Santos (SP)

  • Danilo Verpa/Folhapress

    Ricardo Oliveira não marcou gols contra o Palmeiras na temporada 2016

    Ricardo Oliveira não marcou gols contra o Palmeiras na temporada 2016

O centroavante Ricardo Oliveira que marcou na quinta-feira, na vitória por 2 a 0 do Santos diante do The Strongest, da Bolívia, na Vila Belmiro, o seu primeiro gol de na temporada volta a rever um novo jejum pessoal no clássico deste domingo, diante do Palmeiras, às 18h30 (de Brasília), pela nona rodada do Campeonato Paulista.

O camisa 9 santista não conseguiu marcar diante do rival durante toda a última temporada após ser decisivo em 2015, com quatro gols, inclusive nas decisões do estadual e da Copa do Brasil.

"Não me preocupo muito com números. Estava há três jogos sem fazer gols, mas criando oportunidades, abrindo espaços e dando passes. Isso nunca me preocupou. No momento negativo aparecem vários números e nos positivos pouco falam do que se produz. Fiz quatro em 2015, mas nenhum em 2016", disse o jogador.

No último ano, Santos e Palmeiras se encontraram quatro vezes: dois empates e uma vitória para cada lado. Os gols santistas foram todos marcados por atacantes – Gabriel Barbosa, três vezes, e Copete, uma.

Na vitória diante dos bolivianos pela Libertadores, o jogador surpreendeu ao fazer, de falta, o gol que abriu o placar do confronto. Ele espera usar a arma para ajudar o Santos.

"Falei que ia bater porque estava confiante. Treinei muito dois dias antes e tive um bom aproveitamento. Bati bem na bola e fiz mais um gol. Desde o retorno, é o segundo que faço assim. Não é uma nova faceta, sempre treino. Espero, agora, que aconteça com maior freqüência", explicou.

"Nunca vou esquecer minha real função, que é fazer gols, mas não posso deixar de ser generoso, com a opção de dar o passe para o companheiro melhor posicionado. Espero voltar a marcar na Vila porque precisamos vencer", completou.

O Santos busca, enfim, figurar entre os dois classificados de seu grupo na competição. Para isso, precisa vencer o clássico e contar com um tropeço de Ponte Preta ou Mirassol, que tem 15 e 14 pontos, respectivamente. Se vencer, basta os rivais empatarem para já serem ultrapassados. A equipe do técnico Dorival Júnior tem 13 pontos. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos