Renan Ribeiro vira boa notícia do SP e acirra disputa com Denis e Sidão

Do UOL, em São Paulo

Se por um lado mostrou novamente que o São Paulo de Rogério Ceni não é um time defensivamente confiável, o empate em 1 a 1 com o Ituano, sábado no Morumbi, também deixou uma esperança na posição mais instável da equipe. Renan Ribeiro, que estreou em 2017, ofereceu perspectivas. E uma curiosidade: a média dele é a melhor entre os três no gol tricolor (ver abaixo). 

Com 26 anos, mas pouca rodagem entre os profissionais após várias temporadas na reserva do Atlético-MG e do São Paulo, Renan levantou a torcida. Do início ao final do jogo no Morumbi, foram pelo menos quatro defesas do goleiro, que perdeu a preparação no início de 2017 em função de problemas físicos. 

Com sete partidas de Sidão e outras cinco de Denis, o São Paulo vive praticamente um rodízio na posição. O ex-botafoguense perdeu os últimos três jogos em razão de uma lombalgia, mas ainda não havia transmitido toda a segurança desejada. Ele foi um pedido de Ceni, admirado pela qualidade técnica no jogo com os pés.

A desconfiança com o gol do São Paulo, acostumado a ter Rogério Ceni até 2015, cresceu com a entrada de Denis no lugar do lesionado Sidão. Ele falhou diante do Palmeiras e, apesar de ajudar a equipe a se classificar na Copa do Brasil, pode ter ido para o final da fila diante da atuação de Renan Ribeiro com o Ituano. 

Marcello Zambrana/AGIF

 "O Renan jogou super bem, fez um ótimo jogo, fez grandes defesas. Ele deu azar no gol porque fez o posicionamento correto, mas o cara pegou errado na bola e ele fez a defesa parcial. (...) Ele fez um bom jogo, é merecedor de aplausos, assim como o Denis fez uma ótima partida com o ABC e nos ajudou no meio de semana", frisou Rogério Ceni.

O titular da meta do São Paulo para a próxima partida, em Ribeirão Preto contra o Botafogo, na quarta, é uma incógnita. Rogério Ceni deixou no ar que o antigo titular pode regressar, se estiver recuperado. "Vamos ver o Sidão na segunda e na terça-feira. Não tenho como responder agora", comentou. 

Já Renan, com a primeira oportunidade no ano, falou em seguir em crescimento. "Fico feliz porque, com tanto tempo sem jogar, sem poder estar em campo, só com treinamento, você não sabe o tanto que evoluiu. Tenho muito a corrigir e melhorar. Foi um pontapé inicial para continuar evoluindo em busca da perfeição e para ajudar cada vez mais o clube", disse o goleiro. 

Por mais que as comparações sejam difíceis, já que Denis está no São Paulo desde 2009, Renan chegou em 2013 e fez poucos jogos, e Sidão está há apenas dois meses, os números indicam que o ex-atleticano tem a melhor média.

Veja abaixo:

Denis - 165 jogos e 180 gols sofridos pelo São Paulo - 1,09 gol por jogo

Sidão - 7 jogos e 14 gols sofridos - 2 gols por jogo

Renan Ribeiro - 15 jogos e 16 gols sofridos - 1,06 gol por jogo

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos