Baptista se fortalece no Palmeiras com vitórias cruciais e mexidas no time

Do UOL, em São Paulo

Bastante cobrado no início da temporada, Eduardo Baptista saiu fortalecido nos últimos jogos do Palmeiras. Justamente no período mais difícil, entre dois clássicos e um jogo de Copa Libertadores, a equipe palmeirense conseguiu três vitórias que dão confiança ao trabalho do substituto de Cuca no Palestra Itália: São Paulo, Jorge Wilstermann e, enfim, Santos.

No último domingo, na Vila Belmiro, os palmeirenses obtiveram a virada por 2 a 1 nos minutos finais e colocaram sua marca no Campeonato Paulista: a três rodadas do fim da primeira fase, o Palmeiras está classificado, muito perto de garantir a primeira posição do Grupo B e também com a primeira posição geral após derrota do Corinthians.

Pessoalmente, para Eduardo Baptista, a vitória na casa santista foi especial. Depois de ver o Santos ser melhor em boa parte do clássico, e nem mesmo com mudanças no intervalo a partir da entrada de Egídio conseguir mudar o panorama, ele apostou em Roger Guedes e Willian como cartadas finais. Os dois jogadores foram vitais na construção do placar: Roger criou os dois gols a partir de lances pessoais e Willian decretou a virada.  

Paulo Whitaker/Reuters
Baptista vibra com Mina após vitória na quarta-feira

A vitória construída no final já havia ocorrido na quarta-feira, contra o Jorge Wilstermann, o que indica uma equipe ainda em acabamento, mas também capaz de persistir o máximo possível pelo resultado. Naquele confronto, o lance do gol feito por Mina também mostrou a força do elenco e a estrela do treinador, pois foi criado por Keno e Roger Guedes, ambos acionados na fase final do duelo. 

Se os dois triunfos mais recentes foram marcados por dificuldades e gols no final, certamente é o duelo contra o São Paulo que deixou Eduardo Baptista e os torcedores palmeirenses mais satisfeitos. Com 3 a 0 sobre o time de Rogério Ceni, com direito a gol de cobertura feito por Dudu, o Palmeiras fez seu melhor jogo da temporada naquele dia. A convocação do atacante para a seleção brasileira, aliás, foi outra grande notícia para o alviverde na semana. 

Aliado do Palmeiras, que tem 100% de aproveitamento como mandante, o Allianz Parque agora pode dar ainda maior impulso ao treinador. Quarta-feira, contra o Mirassol, e sábado, diante do Audax, os palmeirenses tentarão ratificar sua ascensão com mais dois resultados positivos. Para esses jogos e ainda para a Ponte Preta, em Campinas na semana seguinte, Eduardo precisará também provar a força do elenco. 

Sem Dudu, Mina e Borja por conta das Eliminatórias e ainda sem Vitor Hugo (suspenso na quarta), oportunidades para os reservas vão se abrir. Um nome que pede passagem é Roger Guedes, que perdeu espaço após início de temporada instável, mas decisivo nos últimos dois confrontos. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos