Sob pressão, Santos precisa derrubar 'pedras do sapato' para se classificar

Samir Carvalho

Do UOL, em Santos (SP)

  • REUTERS/Paulo Whitaker

    São Bento é o primeiro confronto historicamente complicado para o Santos no Paulista

    São Bento é o primeiro confronto historicamente complicado para o Santos no Paulista

O Santos inicia nesta quarta-feira (22), às 19h30 (de Brasília), diante do São Bento, no estádio Walter Ribeiro, a busca particular por uma arrancada final para manter vivo o sonho de classificação no Campeonato Paulista. A recuperação no Estadual também pode trazer a paz de volta ao clube. Além da revolta de parte da torcida, que pichou os muros da Vila Belmiro cobrando mais raça ao time, o clube vive uma crise interna devido ao atraso de pagamentos de direitos de imagem e premiações aos atletas e comissão técnica, como revelou com exclusividade o UOL Esporte nesta terça-feira. 

O confronto pela 10ª rodada do Estadual será o primeiro dos últimos três da fase inicial da competição contra adversários que, recentemente, podem ser chamados de "pedras no sapato" dos santistas.

A começar pelo próprio São Bento. Em Sorocaba, a última vitória do Santos aconteceu em 1985, pelo Paulista. Depois disso, foram mais seis encontros e nenhum triunfo: cinco empates e uma derrota. Mesmo na Vila Belmiro, só venceu o rival depois muito tempo no ano passado, por 2 a 0.

"Vamos torcer por tropeço dos dois [Mirassol e Ponte Preta] e fazer a nossa parte. Temos que fazer a nossa parte. Fundamental é entrarmos nessas últimas três rodadas procurando buscar as vitórias. São jogos difíceis, mas a gente está na briga e esperamos depender só de nós para a classificação", afirmou o experiente volante Renato.

A dor de cabeça do Santos, que perdeu por 2 a 1 para o Palmeiras, no último domingo, ainda se estende aos demais adversários na sequência da tabela: Santo André, no sábado (25), no ABC Paulista, e o Novorizontino, na próxima quarta (29), na Vila.

Os andreenses quase pararam a geração liderada por Neymar e Paulo Henrique Ganso, também dirigida pelo técnico Dorival Júnior, nas finais de 2010. Na ocasião, o Santos venceu a primeira partida por 3 a 2 e conquistou o título perdendo pelo mesmo placar. Ambos os jogos aconteceram no Pacaembu.

O jogo final ficou marcado por três expulsões dos santistas – Léo, Marquinhos e Roberto Brum –, além de um gol anulado do Santo André e bola na trave do atacante Rodriguinho já nos minutos finais.

O Novorizontino não traz menos dificuldades. Nos últimos cinco encontros, os santistas não venceram. O retrospecto pequeno de jogos ainda é marcado pelo equilíbrio, dividido em seis vitórias para cada lado e seis empates.

Conta ainda o fato dos adversários terem chances reais de classificação mas, ao mesmo tempo, também lutarem contra o rebaixamento. Os três compõem o Grupo C, o mesmo do Palmeiras.

A equipe santista, por sua vez, é a terceira colocada no Grupo D, com 13 pontos, atrás de Mirassol, 14, e Ponte Preta, 16. Os dois melhores se classificam. Para a partida, Dorival ainda não contará com os retornos do goleiro Vanderlei e do zagueiro Cleber, que se recuperam de lesões. Ricardo Oliveira, poupado, e Copete, com dores estomacais, também estão fora. 

FICHA TÉCNICA
SÃO BENTO X SANTOS 
 
Local: Estádio Walter Ribeiro, em Sorocaba (SP)
Data: 22 de março de 2017 (quarta-feira)
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza (SP)
Assistentes: Eduardo Vequi Marciano e Alex Ang Ribeiro (ambos de SP) 
 
SÃO BENTO: Rodrigo Viana; Régis, Pitty, Rafael Tavares e Fábio Bahia; Marcelo Cordeiro, Renan Mota, Itaqui e Clebson; Morais e Ricardo Bueno. Técnico: Paulo Roberto Santos
 
SANTOS: Vladimir; Victor Ferraz, David Braz, Lucas Veríssimo e Zeca; Thiago Maia, Renato e Lucas Lima; Vitor Bueno, Bruno Henrique e Kayke. Técnico: Dorival Júnior. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos