Carille explica três volantes e elogia Pedrinho: "ganhamos um jogador"

Do UOL, em São Paulo

Depois de empatar com o Red Bull com um jogador a mais, o técnico Fábio Carille foi questionado sobre a decisão de terminar a partida com três volantes. O comandante do Corinthians culpou os desfalques e o cansaço.

"Nosso banco hoje. Não tínhamos jogador de ataque, o mais avançado era o Guilherme. Pedrinho pediu substituição, Léo (Jabá) deu sinal de cansaço. Foram circunstâncias", justificou.

Para a partida contra o Red Bull, o Corinthians teve apenas sete jogadores no banco de reservas. Apenas Guilherme era opção para o setor ofensivo. Durante a partida, Carille colocou em campo os volantes Fellipe Bastos e Marciel. Gabriel, titular, era o terceiro da posição que estava em campo ao término do jogo.

Apesar do empate, a partida marcou a estreia do jovem Pedrinho como titular da equipe. Sobre o jogador, Carille teceu elogios: "Ganhamos um jogador para a sequência do ano. Moleque com personalidade".

Sem vencer há quatro jogos, Carille afirmou que o Corinthians caiu de rendimento quando poderia. Faltando duas rodadas para o final da primeira fase do Campeonato Paulista, a equipe já está classificada para as quartas de final.

"Me preocupa não o resultado, mas o desempenho. Mas, olhando por esse lado, demos uma caída no momento que podemos. Tem clássico no domingo, semana que vem começa a fase decisiva do Paulista. Jogadores estão retornando para a gente ter uma base bem forte. São muitos jogos sem vitória. Hoje, sabíamos que teríamos dificuldades pelas mudanças. Mas, a grande busca é esse setor (ataque)", completou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos