Com desfalques e sem opções no elenco, Ceni precisa improvisar no clássico

José Eduardo Martins

Do UOL, em São Paulo

O técnico Rogério Ceni tem uma série de problemas na hora de armar o São Paulo para o clássico deste domingo, no Morumbi, contra o Corinthians. O ex-goleiro não vai contar com os selecionáveis Lucas Pratto, Buffarini e Cueva, que defendem os seus países nas Eliminatórias para a Copa do Mundo. Cícero, com torcicolo, Maicon, que aprimora a parte física após entorse no tornozelo esquerdo, Rodrigo Caio, com entorse no joelho esquerdo, e Sidão com lombalgia, também são dúvidas.

Para completar, no empate por 1 a 1 com o Botafogo, nesta quarta-feira (22), o lateral direito Bruno sentiu um entorse no tornozelo direito e precisou ser substituído no segundo tempo. O ala será reavaliado, mas dificilmente terá condição de jogar o clássico.

Por isso, Ceni vai ter de improvisar no clássico. No elenco, o São Paulo não tem mais um lateral direito inscrito no Campeonato Paulista. Ou seja, será necessário deslocar um jogador para o setor. Se for liberado pelo departamento médico, Rodrigo Caio já atuou nesta posição. Outras opções seriam um zagueiro ou um jogador de meio de campo, passar para o setor. Neste caso, Thiago Mendes, Wellington e Araruna aparecem como favoritos. Já Jucilei e João Schmidt devem ser mantidos no meio de campo.

"O Bruno acho que vai ficar fora não só do clássico, mas de alguns jogos. Vamos ter de ver o que faremos. Teremos de pensar nesses próximos dias em uma solução para essa posição, seja o Araruna, o Thiago ou o Wellington para essa função", disse Rogério Ceni.

"Infelizmente, com a lesão do Bruno só temos um lateral esquerdo [no Paulista]. É tentar se ajustar, com um time enxuto. Justo agora que tem convocação, perdemos um lateral direito", completou Ceni.

Até por conta do elenco enxuto, o treinador não descarta a possibilidade de reforços chegarem. "Vamos no mercado tentar achar jogadores para compor o elenco, jogadores possíveis", disse o técnico.

Para o gol, Renan Ribeiro, que pouco trabalhou na quarta-feira, deve ser o escolhido. Já no ataque, Gilberto vive um bom momento e aparece como o favorito para o lugar de Lucas Pratto. "Clássico é difícil. Tem de saber jogar, ouvir o que o professor pedir para a gente fazer e sair com a vitória", disse Gilberto.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos