Fabiano prevê 'dor de cabeça boa' para Eduardo Baptista no Palmeiras

José Edgar de Matos

Do UOL, em São Paulo (SP)

  • Cesar Greco/Fotoarena

O Palmeiras venceu o Mirassol por 2 a 0, na última quarta-feira, com oito atletas majoritariamente reservas entre os titulares. O resultado, na análise dos próprios jogadores, mostra a força do grupo, reforçado com dez novos nomes para 2017. O recado dado no Allianz Parque, na visão do lateral-direito Fabiano, é apenas uma prévia da 'dor de cabeça' a ser encontrada por Eduardo Baptista.

"É uma dor de cabeça, mas uma dor de cabeça boa para o Eduardo. Todo mundo está muito focado e querendo a oportunidade. Todo mundo trabalha para ser titular", afirmou o camisa 22 palmeirense, entrevistado da tarde desta quinta-feira na Academia de Futebol.

"A qualidade do elenco faz o treinador ter tranquilidade. Desta forma que teremos que seguir, impondo o nosso ritmo porque sabemos da nossa qualidade", acrescentou o jogador.

Fabiano engatará uma sequência de jogos pelas próximas duas semanas, em virtude de uma lesão do titular Jean. O camisa 22 mantem a linha de trabalho adotada desde o ano passado, quando se consagrou ao anota o gol do 'título' do Palmeiras contra a Chapecoense.

"Jean é um jogador muito regular. Isso é muito importante para dar confiança ao treinador. Quero aproveitar as oportunidades e ser regular, dar confiança a ele [Eduardo Baptista] e a o elenco todo", destacou o lateral.

O camisa 22 tem a ciência de que as cobranças caminham paralelamente ao desempenho das alternativas a Eduardo Baptista. Os elogios ao grupo, consequentemente, se transformam em cobranças, especialmente nas próximas semanas, quando o campeão brasileiro decidirá o futuro no Paulista e na Libertadores.

"A cobrança só vai aumentar. Vamos entrar em abril com jogos ainda mais difíceis ainda. A cobrança vai aumentar, e a dificuldade vai aumentar. Os adversários hoje querem ganhar do Palmeiras", sentenciou o lateral-direito, antes de analisar qual a saída para o Palmeiras nestas próximas semanas.

"Precisamos nos preparar cada vez mais para ter alternativas no jogo. Quando o adversário jogar no contra-ataque, precisamos ter alternativas para superar essas dificuldades. A sequência dá confiança com as vitórias", encerrou o lateral.

Assédio sobre o talismã

Em março de 2017, Fabiano ainda colhe a fama adquirida em novembro do ano passado, quando garantiu a vitória por 1 a 0 sobre a Chapecoense, em partida na qual o Palmeiras conquistou o título do Campeonato Brasileiro. O lateral-direito, mesmo uma alternativa a Jean, ficou 'famoso'.

"Reconhecimento aumentou muito pelo gol. Consegui aproveitar bem todas as oportunidades na reta final. Estou tendo novas chances e aproveitando elas também", relatou o jogador palmeirense, que quer ainda mais.

"Hoje a cobrança é muito maior sobre mim, até por ser definitivo do Palmeiras. Preciso melhorar a cada dia e também que hoje temos competições importantes pela frente, minha responsa aumentou. Quero ganhar novos títulos para o Palmeiras", encerrou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos