Cobrança entre os jogadores fez Palmeiras embalar após jogo com Corinthians

José Edgar de Matos

Do UOL, em São Paulo (SP)

  • Daniel Vorley/AGIF

Desde a derrota por 1 a 0 no clássico contra o Corinthians, em partida na qual atuou o segundo tempo com um homem a mais, o Palmeiras embalou uma sequência de sete jogos de invencibilidade. A retomada da boa fase ocorreu muito em virtude de uma autocrítica feita pelos próprios jogadores do elenco, incomodados pelo revés em Itaquera.

A série de sete partidas sem perder, ainda vigente, tornou o Palmeiras o melhor time do Campeonato Paulista e líder do Grupo 5 da Copa Libertadores. A evolução do trabalho do técnico Eduardo Baptista também passa por conversas internas, como relatou o lateral-direito Fabiano.

"A importância de um clássico é que a repercussão é muito grande, ainda mais ao se falar de Palmeiras x Corinthians. A gente conversou bastante, vimos alguns pontos que precisávamos melhorar", relatou Fabiano, antes de dar detalhes de itens no qual o grupo se cobrou.

"Cobrar o teu companheiro na marcação e não só pensar na posse de bola. Vimos que tinha que ter uma cobrança maior para todo mundo se ajudar. Colocamos nossos pés no chão, e isso fez a diferença para a gente viver um momento melhor agora", acrescentou o camisa 22.

As conversas entre os jogadores e o trabalho da comissão técnica começam a surtir efeito. Após a queda no clássico, os números do Palmeiras cresceram, especialmente na questão defensiva ressaltada por Fabiano na entrevista da última quinta-feira.

Em sete partidas, o Palmeiras sofreu apenas quatro gols, mesmo com mudanças no sistema defensivo – Antônio Carlos, Vitor Hugo, Edu Dracena e Yerry Mina atuaram durante este período; o outro zagueiro, Thiago Martins, lesionou gravemente o joelho e só retorna no segundo semestre.

A consistência defensiva ajuda o Palmeiras a manter a melhor campanha do Campeonato Paulista, restando apenas duas rodadas para o fim da fase de classificação. Foram apenas cinco gols sofridos durante todo o estadual, o que torna o time de Eduardo Baptista o melhor no quesito.

Agora com a evolução iminente, a cobrança é pela regularidade ainda maior. Dono de cinco vitórias seguidas no ano, o Palmeiras luta para vencer os dois próximos compromissos e assegurar a vantagem de terminar como o primeiro colocado na classificação geral – são 24 pontos somados, quatro a mais do que o rival Corinthians.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos