Reencontro de pai e filho: Tchê Tchê ainda não esqueceu os tempos de Audax

José Edgar de Matos

Do UOL, em São Paulo (SP)

  • Renato Silvestre Zopress/Audax/Divulgação

    Tchê Tchê se destacou com a camisa do Audax no ano passado

    Tchê Tchê se destacou com a camisa do Audax no ano passado

Há um ano, Tchê Tchê formava parte do surpreendente Audax, de Fernando Diniz. Em um curto período, de surpresa, o meio-campista tornou-se realidade com a camisa do Palmeiras. Neste sábado, pela primeira vez desde a transformação da carreira e de vida, o agora camisa 8 e atual campeão brasileiro reencontra o antigo time. O jogo está marcado para as 16h (de Brasília), no Allianz Parque.

Hoje um dos atletas mais reconhecidos do elenco e cotado até para em um futuro próximo representar a seleção brasileira, Tchê Tchê não se esquece das origens, do clube responsável por abri-lo as portas definitivamente ao cenário nacional. Sem o Audax de 2016 não existiria atualmente o camisa 8 do Palmeiras, um dos destaques do país desde o meio do ano passado.

"Foi tudo muito rápido. Tenho muito que agradecer ao Audax por tudo. Desde o início, lá na base, quando ainda era Pão de Açúcar, passando também por momentos de dificuldades, mas sem nunca desistir do sonho", discursou Tchê Tchê, que espera servir de exemplo.

"Torço para que seja assim com outros atletas também e estarei sempre na torcida para que o Audax faça bons campeonatos", acrescentou.

Embora a grande base do Audax vice-campeão estadual do ano passado não exista, as lembranças seguem com Tchê Tchê, que não esconde a ansiedade pelo reencontro deste sábado. Um personagem em si desperta um carinho especial por parte do meio-campista.

"Tenho muitos amigos lá ainda, construímos uma família ano passado, e sempre que posso estou em contato. Tem o Fernando Diniz também, que sempre conversamos e já disse em outras oportunidades que é como um segundo pai para mim", sentenciou.

"Muita gente boa que conheci lá e que será legal rever. Vai ser especial, mas depois que a bola rolar será cada um buscando o melhor para o seu lado. Não tem como não ser assim, né", encerrou o camisa 8, escalado como titular para o penúltimo compromisso palmeirense na fase de classificação.

O Palmeiras depende de apenas uma vitória para assegurar a primeira colocação geral na etapa de grupos do Campeonato Paulista. O time, já garantido na liderança do Grupo C, soma 24 pontos, quatro a mais do que o arquirrival Corinthians.

O Audax, longe do desempenho do ano passado, chega na reta final do estadual como o pior clube. O clube de Osasco somou apenas oito pontos, em dez partidas. O penúltimo na classificação é a Ferroviária, com nove. Duas equipes caem para a Série A-2 em 2018.

FICHA TÉCNICA
PALMEIRAS x AUDAX-SP

Local: Allianz Parque, em São Paulo (SP)
Data: 25 de março de 2017 (sábado)
Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza (SP)
Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse e Luiz Alberto Andrini Nogueira (ambos de SP)

PALMEIRAS: Jailson; Fabiano, Antônio Carlos, Vitor Hugo e Zé Roberto; Thiago Santos; Róger Guedes, Tchê Tchê, Michel Bastos e Keno; Alecsandro.
Técnico: Eduardo Baptista.

AUDAX-SP: Felipe Alves; Felipe Rodrigues, André Castro e Magal; Matheuzinho, Bruno Guimarães, Matheus Vargas e Léo Artur; Rafinha, Hugo e Marcus Vinícius
Técnico: Fernando Diniz.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos