São-paulino, Lyanco vê clássico no Morumbi e já projeta volta ao clube

José Eduardo Martins

Do UOL, em São Paulo

  • Rubens Chiri/saopaulofc.net

    Lyanco vai acompanhar o clássico no Morumbi

    Lyanco vai acompanhar o clássico no Morumbi

Lyanco já está de malas prontas para a Itália. O zagueiro assinou com o Torino e já se despediu do ex-companheiros do São Paulo. No entanto, o defensor, de 20 anos, não vai deixar o Tricolor de lado. Neste domingo, antes de embarcar para a Europa, ele vai para o Morumbi para torcer para o time do técnico Rogério Ceni no clássico com o Corinthians.

"Viajo domingo à noite, mas vou ao Morumbi ainda [no jogo contra o Corinthians]. Tenho de ir. Já até falei para o meu pai [Marcelo]", disse o beque, que espera um dia voltar a defender o clube paulista.

"Por meio das redes sociais e de amigos vou acompanhar o São Paulo. Se puder, não vou nem sair do grupo do whatsapp [dos jogadores]. Com certeza, vou torcer. Vou levar esse clube para o resto da vida e, se Deus quiser, um dia vou poder voltar", completou Lyanco.

O São Paulo vai receber, pelo menos, R$ 17,3 milhões pela negociação com o Torino - sendo que o valor poderá alcançar os R$ 24 milhões caso ele alcance metas estipuladas em contrato. Como a janela de transferência para a Europa está fechada, ele só poderá voltar a jogar em julho.

"Diferente vai ser. Eu sempre querendo jogar, porque estou acostumado com isso. Mas não vai ser tão difícil assim, será uma fase de adaptação, de conhecer novos companheiros, clube, cidade e língua. Creio que será tudo novo para mim. A adaptação, acredito, será rápida. Depois, vou voltar em julho já podendo jogar e ajudar o Torino", afirmou o jogador, que foi pretendido pela Juventus, também da Itália no início deste ano.

"É o clássico da cidade, Torino e Juventus. Então, poder jogar contra a Juventus e demonstrar o meu trabalho sendo valorizado é gostoso demais. É o clube que me queria e o Torino veio e me contratou. Se puder jogar e bem, terá um gostoso especial", previu o jovem, que teve uma conversa com Rogério Ceni antes de fechar o negócio.

"O Rogério chegou a me chamar para conversar, pediu para eu ficar até o meio do ano para ajudar o time no Paulista, que eu seria inscrito. Mas o Torino comprou os meus direitos e tinha o direito de decidir. Eles me pediram para eu ir para lá para me adaptar. Mas eu vi que o Rogério queria contar comigo. Se eu ficasse, daria o meu melhor, porque eu amo esse clube. Mas como o Torino me chamou, vou feliz e de cabeça erguida por sair bem daqui", disse Lyanco.

O único momento que Lyanco viu com dificuldade foi a despedida dos colegas de CT da Barra Funda. "Foi difícil [dar adeus ao São Paulo], o coração apertou para caramba. Eu convivo com esse pessoal direto, criei amizade. A molecada foi com quem mais me apeguei. Na hora, ali, sai uma lágrima, mas isso é só para mostrar a amizade que fiz aqui dentro e só tenho a agradecer o carinho de todos", disse Lyanco.

Agora longe do São Paulo, o jogador acredita que o time do Morumbi vai reencontrar o caminho das vitórias - nos últimos quatro jogos o Tricolor colecionou três empates e uma derrota.

"O Rogério veio para mudar a cara do time. Independente de resultado, você vê a melhora da nossa equipe, a gente correndo mais. O grupo está, com certeza, mais unido. As coisas estão diferentes, mudando. Creio que o São Paulo ainda vai dar muitas alegrias neste ano", previu o zagueiro, que destacou a empolgação da equipe para o clássico deste domingo.

"Time a gente tem e a equipe está motivada. Você vê isso na conversa ali dentro do vestiário, antes do treino. Está todo mundo pensando neste jogo. É um clássico, todos querem jogar bem e fazer gol. Creio que o São Paulo vai sair com o resultado positivo", apostou Lyanco.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos