Teste final: Palmeiras pega Ponte para definir time antes de abril decisivo

José Edgar de Matos

Do UOL, em São Paulo (SP)

  • Daniel Vorley/AGIF

    Róger Guedes e Willian devem ganhar nova chance no time titular

    Róger Guedes e Willian devem ganhar nova chance no time titular

Consolidado na liderança geral do Campeonato Paulista e ciente do primeiro empecilho na fase de mata-mata – o Novorizontino -, o Palmeiras retorna a campo nesta quarta-feira, às 21h45 (de Brasília), diante da Ponte Preta, para a última apresentação antes do início de mata-mata. O confronto servirá como um teste: afinal, o elenco está pronto para as fases decisivas?

Para responder a este questionamento, Eduardo Baptista usará o melhor que possui à disposição. Em virtude da questão logística, Yerry Mina e Miguel Borja, que defenderam a seleção colombiana em Quito (Equador), e Alejandro Guerra, fora pela Venezuela, desfalcam o time em Campinas.

No entanto, a fim de testar a melhor formação possível e preparar a equipe para o final de semana, quando se inicia a etapa decisiva da competição, a comissão técnica conta até com Dudu. Sem atuar pela seleção brasileira durante esta data Fifa, Eduardo Baptista pensa em dar ritmo de jogo ao camisa 7.

O Palmeiras acabou beneficiado pela questão logística neste caso. Dudu esteve com a seleção na Arena Corinthians, local da partida na noite de terça contra o Paraguai. O meia não atua pelo clube há dez dias, e Baptista julga a necessidade de o capitão readquirir o ritmo ideal de jogo.

Dentro do elenco, não imaginam o camisa 7 fora do compromisso deste meio de semana, apesar das circunstância – o Palmeiras, com 25 pontos, assegurou a melhor campanha.

"Pelo pouco que conheço o baixinho [Dudu], ele vai querer jogar. Não sei como são os treinos na seleção, mas ele deve estar louco para jogar. Se fosse eu, estaria louco para estar em campo", disse o atacante Willian.

O próprio Dudu, depois da vitória por 3 a 0 da seleção brasileira sobre o Paraguai, manifestou a vontade de jogar. "Vou voltar agora, descansar agora de noite. Amanhã, vou jogar."

Sem Tchê Tchê e Thiago Santos, suspensos pelo terceiro cartão amarelo, Raphael Veiga provavelmente ganhará nova chance no setor de meio-campo. O ex-atleta do Coritiba iniciou o ano como sensação, mas perdeu espaço e hoje tornou-se uma opção no banco de reservas. Diante da Ponte Preta, mais uma chance para convencer.

Colega de setor, Hyoran deve receber a primeira chance desde a chegada ao Palmeiras. O ex-jogador da Chapecoense, inscrito no Campeonato Paulista somente depois da nova lesão de Arouca, trabalhou entre os titulares na segunda-feira e tem correspondido: ganhou 5 kg de massa muscular desde o desembarque na Academia de Futebol.

O incentivo de Baptista a titulares e reservas, portanto, trouxeram extrema seriedade ao último compromisso palmeirense no Campeonato Paulista. Willian se tornou o porta-voz das ideias do treinador na última terça, um dia antes do confronto no Moisés Lucarelli.

"A seriedade e o peso são grandes. Mesmo já classificados e com a liderança, temos o objetivo de ampliar a vantagem que pode nos ajudar muito na sequência da competição. (...) Vamos com força máxima e quem jogar vai dar tudo. Vamos com seriedade a Campinas para vencer", declarou o camisa 29.

FICHA TÉCNICA
PONTE PRETA x PALMEIRAS

Local: Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP)
Data: 29 de março de 2017 (quarta-feira)
Horário: 21h45 (de Brasília)
Árbitro: Leandro Bizzio Marinho
Assistentes: Mauro André de Freitas e Alberto Poletto Masseira

PONTE PRETA: Aranha, Nino Paraíba, Marllon, Fábio Ferreira e Jeferson; Elton, Jádson e Ravanelli; Clayson, Lucca e Pottker (Yuri).
Técnico: Gilson Kleina.

PALMEIRAS: Fernando Prass; Fabiano, Edu Dracena, Vitor Hugo e Zé Roberto (Egídio); Felipe Melo; Róger Guedes, Michel Bastos, Raphael Veiga e Dudu; Willian.
Técnico: Eduardo Baptista.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos