O que mudou nos quatro grandes de SP do começo do Paulista até agora

Do UOL, em São Paulo

O Campeonato Paulista entra agora em sua fase de mata-mata, e os quatro principais times do estado seguem na briga pelo título. O UOL Esporte analisou o que mudou em cada clube desde o início da temporada até a reta decisiva do Estadual. Confira:

CORINTHIANS

Marcello Zambrana/AGIF

Time titular na estreia
Cássio; Fagner, Balbuena, Pablo e Moisés; Gabriel; Giovanni Augusto, Camacho, Rodriguinho e Marlone, Jô.

Time titular hoje
Cássio; Fagner, Balbuena, Pablo e Guilherme Arana; Gabriel e Maycon; Jadson, Rodriguinho e Romero, Jô.

Esquema tático
O Corinthians começou o Paulistão atuando no 4-1-4-1. O time, depois, passou a atuar mais no 4-2-3-1, com Gabriel e Maycon na contenção. Contra o Mirassol, a equipe alvinegra chegou a jogar no 4-4-2, com Jô e Kazim na frente.

Técnico
Fabio Carille. O treinador estreou como treinador do Corinthians em jogos oficiais justamente na primeira partida do Paulistão. Visto com desconfiança, o ex-auxiliar técnico conseguiu levar o  time alvinegro á segunda colocação geral do campeonato. O grande trunfo do comandante é a solidez defensiva mostrada durante a fase de grupos.

Mudança de inscritos
Houve três mudanças: Pedrinho foi inscrito na vaga do zagueiro Vilson, que passou por uma artroscopia no joelho. Após o fim da primeira fase, Walter e Clayton foram incluídos na lista nos lugares de Matheus Vidotto e Marlone, respectivamente.

Principal jogador
Guilherme Arana, que deu três assistências no campeonato - duas delas para Jô nos clássicos com Palmeiras e Santos.

Maior decepção até agora
O trio Marquinhos Gabriel, Giovanni Augusto e Guilherme. Esses atletas pouco jogaram e não aproveitaram as chances dadas. Marquinhos e Giovanni se recuperam de lesão.

 

PALMEIRAS

Ale Cabral/AGIF

Time titular da estreia
Fernando Prass; Jean, Edu Dracena, Vitor Hugo e Zé Roberto; Felipe Melo; Róger Guedes, Tchê Tchê, Raphael Veiga e Dudu; Willian

Time titular hoje
Fernando Prass; Jean, Yerry Mina, Edu Dracena e Zé Roberto; Felipe Melo; Michel Bastos, Tchê Tchê, Alejandro Guerra e Dudu; Miguel Borja.

Mudanças
Edu Dracena no lugar de Vitor Hugo, entrada de Felipe Melo, Michel Bastos, Guerra e Borja.

Esquema tático
Eduardo Baptista implantou o 4-1-4-1 e seguiu com esta filosofia em toda a competição.

Técnico
Eduardo Baptista começou a temporada pressionado e sob a sombra de Cuca. As críticas aumentaram muito na derrota para o Corinthians, em 22 de fevereiro. Desde então, embalou uma sequência de seis jogos invicto no Estadual. Com o novo treinador, o Palmeiras terminou com a melhor campanha.

Mudança de inscritos
Saíram Moisés, Thiago Martins, Arouca e Lucas Barrios (este último, negociado com o Grêmio), e entraram em suas vagas Borja, Arouca, Hyoran e o jovem Vitão, de 17 anos.

Principal jogador
Dudu. Capitão e um dos principais jogadores do Palmeiras desde 2015, Dudu alcançou um patamar ainda maior neste início de temporada. Pelas atuações na primeira fase do Paulista, o camisa 7 ganhou espaço até na seleção brasileira de Tite; o meia-atacante foi convocado para os jogos contra Uruguai e Paraguai, recentemente. O bom momento acaba simbolizado pelo golaço de cobertura sobre Denis, do São Paulo.

Maior decepção
Vitor Hugo. Xodó da torcida e fundamental no Campeonato Brasileiro do ano passado, Vitor Hugo caiu de rendimento nesta primeira fase do Paulistão. O jogador manifestou um comportamento diferente do comum ao acertar uma cotovelada no corintiano Pablo e acabou suspenso pelo TJD-SP. Hoje corre risco de perder a posição para o regular Edu Dracena.

SANTOS

Flávio Hopp/Estadão Conteúdo

Time titular na estreia
Vanderlei; Victor Ferraz, Yuri, Lucas Veríssimo e Zeca; Renato, Thiago Maia (Léo Cittadini) e Lucas Lima; Vitor Bueno, Jonathan Copete (Thiago Ribeiro) e Rodrigão (Arthur Gomes). Técnico: Dorival Júnior.

Time titular hoje
Vanderlei; Victor Ferraz, David Braz, Lucas Veríssimo e Zeca; Renato, Thiago Maia e Lucas Lima; Vitor Bueno, Bruno Henrique e Ricardo Oliveira.

As mudanças
Lucas Veríssimo ganhou posição de Yuri e até do reforço Cleber na zaga, e Bruno Henrique ganhou a posição de Jonathan Copete no ataque.

Esquema tático
O esquema não mudou, o técnico Dorival Júnior mantém o sistema 4-2-3-1. Ele chegou a testar o Santos com um zagueiro, mas na verdade, não bem um zagueiro, pois o Yuri atuava sim improvisado como zagueiro na função.

Técnico
Dorival Júnior - Apesar de classificar o Santos na primeira colocação do Grupo D, do Campeonato Paulista, o técnico Dorival Júnior sofreu pressão durante a competição. Isso porque o treinador perdeu os três clássicos que disputou. Um para o Corinthians, na Arena, e dois na Vila Belmiro – para São Paulo e Palmeiras. No entanto, o treinador acertou o time novamente após os retornos de Renato, Lucas Lima e Ricardo Oliveira, que desfalcaram o time no início da competição por conta de lesões.

Mudança de inscritos
Só uma até o momento. O lesionado Caju deu lugar para o meia-atacante Vladimir Hernández.

Principal jogador
Lucas Lima, sete assistências e dois gols já em 2017. 

Maior decepção até agora
O zagueiro Cleber, que custou R$ 7,3 milhões do Hamburgo, da Alemanha, e até agora não se firmou.

SÃO PAULO

Ricardo Nogueira/Folhapress

Time titular na estreia
Sidão; Bruno, Douglas, Maicon e Buffarini; Rodrigo Caio, Thiago Mendes e Cícero; Luiz Araújo, Chávez, e Cueva

Time titular hoje
Renan Ribeiro; Buffarini, Maicon, Rodrigo Caio e Júnior Tavares; João Schmidt, Thiago Mendes e Cícero; Luiz Araújo, Cueva e Lucas Pratto

Esquema tático
Manteve o esquema 4-3-3 com variação para o 4-1-4-1. Em algumas partidas, em caso de necessidade, usou o 3-5-2.

Técnico
Rogério Ceni fez sua estreia em uma partida profissional justamente no Campeonato Paulista, com uma derrota por 4 a 2, para o Audax. Montou uma equipe ofensivamente muito forte, mas teve dificuldades para acertar a o sistema defensivo.

Mudança de inscritos
Com lombalgia, o goleiro Sidão deu lugar para Lucas Perri. O lateral direito Bruno, que sofreu entorse no tornozelo direito, foi substituído pelo lateral esquerdo Edimar, ex-Cruzeiro. Por fim, Lucas Fernandes, com um estiramento no músculo posterior da coxa esquerda, será substituído pelo também recém-contratado Thomaz, que defendia o Jorge Wilstermann, da Bolívia.

Principal jogador
Cueva. É o principal articulador do time. Quase todas as jogadas passam por seus pés. Além disso, marcou cinco gols em sete jogos.

Maior decepção
Sidão sofreu com lesões e não conseguiu se firmar no gol.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos