Borja marca, Palmeiras bate Novorizontino de virada e fica perto da semi

Do UOL, em São Paulo

O Palmeiras deu um susto nos seus torcedores, mas conseguiu se recuperar e abriu as quartas de final com uma vitória na noite deste domingo (2). Com gols de Borja, Dudu e Roger Guedes, a equipe da capital venceu o Novorizontino fora de casa por 3 a 1 e agora pode até perder por um gol de diferença no jogo de volta para ir à semifinal do Estadual. Os donos da casa tinham inaugurado o placar com Roberto no começo do primeiro tempo. 

Para essa partida, Eduardo Baptista optou por trocar o tradicional 4-1-4-1 para um 4-2-3-1 e viu sua equipe sofrer o gol logo no começo do jogo. Depois disso, os palmeirenses dominaram a partida, embora não criassem tantas chances de perigo. Os donos de casa, por sua vez, assumiram o papel de atuar apenas nos contra-ataques. No segundo tempo, o Palmeiras manteve o domínio e conseguiu a virada. 

O próximo jogo está marcado para a sexta-feira, às 21h, no Estádio do Pacaembu, já que o Allianz Parque está recebendo shows. Vale lembrar que não há critério de gol marcado fora de casa no Paulistão. Roger Guedes, que foi expulso ao comemorar o gol, é desfalque certo. Zé Roberto poderá voltar, assim como Vitor Hugo. 

O melhor: Borja

O atacante colombiano mostrou que tem posicionamento, que está sempre na hora certa no lugar certo. Depois de perder alguns gols na Libertadores e até mesmo no jogo deste domingo, ele conseguiu finalmente desencantar e fazer o gol que determinou a virada. 

O pior: Egídio

As principais jogadas do Novorizontino foram desenvolvidas nas costas do lateral esquerdo, que vai bem na hora de atacar, mas tem problemas na recomposição. Ele estava substituindo o suspenso Zé Roberto. 

Mudança tática

Eduardo Baptista resolveu colocar um Palmeiras mais à frente, com uma formação no 4-2-3-1, com Tchê Tchê reforçando a marcação ao lado de Felipe Melo, enquanto Willian, Dudu e Roger Guedes formavam a linha de três, dando bolas para Borja, que era o homem de referência.

Começo de empolgar

O jogo começou com toda a velocidade, bem diferente dos outros três confrontos do mata-mata do Paulista. Logo aos cinco minutos, Roberto disparou pela direita e colocou Everaldo na cara de Prass. O chute, no entanto, saiu por cima.

Na jogada seguinte, o Palmeiras reagiu com um chute de Egídio no travessão, mas voltou a sofrer com Roberto. Dessa vez, ele disparou novamente em contra-ataque pela direita e chutou direto na entrada da área para vencer Prass e abrir o placar.

Bê Caviquioli/Futura Press/Estadão Conteúdo
Dudu e Borja comemoram gol do Palmeiras contra o Novorizontino

Domínio alviverde

Depois de sair atrás do placar, o Palmeiras dominou todas as ações da partida. Fernando Prass virou mero espectador de sua equipe que controlava a bola, mas tinha dificuldades em transformar isso em situações de perigo. Até que aos 38, Dudu aproveitou bate-rebate na área e empatou a partida. A zaga do Novorizontino reclamou de impedimento, mas as câmeras apontaram que o palmeirense estava em posição legal.

São Prass

O Palmeiras manteve o ritmo do segundo tempo e comandou as ações do jogo. Borja teve duas chances de gol e parou no travessão em uma delas. A primeira chance do Novorizontino veio aos 18 minutos do 2º tempo, com chute de Doriva de fora da área. Fernando Prass mostrou agilidade fantástica para praticar uma defesa excepcional. 

Sai, zica!

Depois de perder alguns gols na Libertadores, Borja finalmente voltou a marcar com a camisa do Palmeiras. Foram quatro jogos que a torcida ficou só no "uh". Novamente em rebote de bola aérea, Yerri Mina cabeceou para dentro da área e achou seu compatriota. O atacante dominou de peito e virou para decretar a virada. 

Que que é isso, Alexandro

Alexandro tinha acabado de entrar na partida e teve uma chance de ouro para empatar o jogo. Aproveitando a falha de Felipe Melo na marcação, ele subiu sozinho no primeiro pau, mas conseguiu fazer o mais difícil ao colocar a bola para fora. 

Precisa disso, juizão?

Roger Guedes fez o gol aos 44 minutos do 2º tempo e praticamente garantiu o Palmeiras na semifinal do Paulistão. Na hora de comemorar, ele subiu no alambrado para comemorar e recebeu o segundo amarelo. Expulso, ele é desfalque para a partida de volta.

FICHA TÉCNICA

NOVORIZONTINO 1 x 3 PALMEIRAS

Local: Estádio Jorge Ismael de Biase, em Novo Horizonte (SP)
Data: 2 de abril de 2017 (domingo)
Horário: 19h (de Brasília)
Árbitro: Luiz Flavio de Oliveira
Assistentes: Emerson Augusto de Carvalo e Fabio Rogerio Baesteiro
Cartão amarelo: Roger Guedes, Felipe Melo e Borja (PAL); Éder e Roberto (NOV)
Cartão vermelho: Roger Guedes (PAL)
Gol: Roberto, aos 11 min do 1º T; Dudu, aos 38 min do 1º T; Borja, aos 20 min do 2º T; Roger Guedes, aos 44 min do 2º T

NOVORIZONTINO: Michael; Moacir, Domingues, Diego Sacoman  e João Lucas; Éder (Henrique Santos), Doriva e Fernando Gabriel (Caíque); Henrique (Alexandro), Everaldo e Roberto.
Técnico: Silas Pereira.

PALMEIRAS: Fernando Prass; Fabiano, Yerry Mina, Edu Dracena e Egídio; Felipe Melo e Tchê Tchê; Róger Guedes, Dudu (Michel Bastos) e Willian (Keno); Miguel Borja (Erik).
Técnico: Eduardo Baptista.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos