Mina 'diferenciado' e Guerra 'na melhor partida': estrangeiros saem em alta

José Edgar de Matos

Do UOL, em São Paulo (SP)

Dois nomes receberam atenção especial do técnico Eduardo Baptista depois da classificação do Palmeiras à semifinal do Campeonato Paulista. Após a convincente vitória por 3 a 0 diante do Novorizontino, no Pacaembu, o zagueiro Yerry Mina e o meio-campista Alejandro Guerra receberam elogios individuais por parte do comandante.

Yerry Mina é tratado pelo clube como um dos grandes nomes do elenco. Com alto potencial de venda para o futebol europeu – o Barcelona possui acordo de preferência – e exibições em alto nível desde o desembarque na Academia de Futebol, o colombiano conquistou rapidamente Eduardo Baptista.

"Mina é um jogador diferenciado. Em termos físicos, ele tem velocidade, força...tem todos as questões importantes. Zagueiro tem que ter coragem, e ele agride e ataca; ainda pegou um centroavante que não ficou parado hoje", destacou Eduardo Baptista, elogioso com a capacidade ofensiva do camisa 26.

"Os times estão marcando o Felipe [Melo], e ele e o Edu [Dracena] viram os armadores. Quase que ele faz o gol hoje. Se ele virasse zagueiro na hora de finalizar e acertasse um chute forte, fazia o gol. É bom ver o jogador evoluir e feliz. É um bom menino e está novamente fazendo um bom ano no Palmeiras", analisou.

Em relação a Alejandro Guerra, uma exibição considerada 'a ideal'. Eduardo Baptista aprovou a dinâmica dada pelo meio-campista venezuelano e espera ter encontrado o ritmo ideal do camisa 18.

"Guerra é um jogador que vem de um futebol que jogam 50 partidas. Aqui joga Libertadores na quarta e outro jogo difícil no domingo, com um descanso pequeno. (...) Ele ainda busca este ritmo e fez talvez a melhor partida dele pelo Palmeiras", apontou Eduardo Baptista.

Para justificar a noite desta sexta-feira como a de melhor exibição de Guerra com a camisa palmeirense, o treinador usou o comportamento tático do jogador venezuelano.

"Muito da pressão alta tem ele como comandante para sair; e o Guerra ainda fez o time jogar. A posição certa dele é ali no meio, tem que dar a liberdade para ele ocupar", finalizou.

Guerra e Mina, depois dos elogios públicos, receberão um dia de folga, assim como o restante do grupo. O Palmeiras retorna às atividades apenas no domingo, quando iniciará a preparação para o compromisso de quarta-feira, às 21h45 (de Brasília), contra o Peñarol, pela terceira rodada da fase de grupos da Copa Libertadores.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos