Modesto se revolta com FPF por atuaçao do árbitro e sobra até para gandulas

José Edgar de Matos

Do UOL, em São Paulo (SP)

Enquanto ainda respondia aos questionamentos sobre a continuidade do trabalho do técnico Dorival Júnior, o presidente do Santos, Modesto Roma, aproveitou também para reclamar da arbitragem na noite desta segunda-feira, depois da eliminação da equipe praiana no confronto diante da Ponte Preta, no Estádio do Pacaembu, pelas quartas de final do Campeonato Paulista. O time santista venceu por 1 a 0 no tempo normal, mas foi eliminado nos pênaltis por 5 a 4.

Revoltado com a atuação do árbitro Rafael Gomes Félix da Silva, o presidente santista atacou a Federação Paulista de Futebol por diversos meios; sobrou até para o grupo de gandulas que trabalharam no confronto decisivo.

"É muito mais importante perguntar se o departamento de arbitragem da federação vai cair. Isso sim deveria cair.  Não tem principal questionamento. É um arbitro que não está preparado para apitar um jogo desta envergadura, enquanto o Klaus está na Série A-3. Paciência, é critério deles", declarou o presidente, visivelmente incomodado.

"Você viu que as gandulas fizeram? Avisamos no último congresso técnico que as gandulas não tinham preparação. Elas não sabiam sequer devolver a bola. Isso foi avisado. Vai cair? Não sei se vai cair! Não sei! Seu Dionisio [Domingos, chefe de arbitragem da FPF] bota um árbitro deste aqui, de uma incompetência; não estou dizendo que é desonesto", acrescentou.

O presidente santista enxergou uma sucessão de erros contra a equipe na noite desta segunda-feira. Para reforçar a insatisfação, Modesto Roma chegou até a detalhar um lance ocorrido durante a partida, quando não foi marcado um pênalti em Bruno Henrique (o lance pode ser visto abaixo).

"Vamos lembrar uma coisa aqui, um exemplo que nem é do pênalti jogador da Ponte fez [Bruno Henrique]: a bola sai, ele vai e empurra jogador do Santos, sem a bola; ele [árbitro] chega e dá cartão amarelo para o jogador da Ponte e disse que é lateral. Se foi sem bola, é uma agressão, e agressão sem bola é para vermelho. Olha o despreparo do cidadão!", atacou Modesto Roma, antes de se defender da faceta de perdedor indignado.

"Não é porque perdeu, é porque ele é despreparado. Infelizmente puseram o jogo mais equilibrado das quartas de final, o pior árbitro possível. Isso é falta de seriedade do departamento de árbitro da Federação Paulista de Futebol. (...) Falaram dos oito melhores árbitros, esse aí é dos oito piores", encerrou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos