Voltas de Jô e Jadson põem em xeque planejamento do Corinthians

Diego Salgado

Do UOL, em São Paulo

  • Marcello Zambrana/AGIF

    Jô disputou 18 jogos na temporada e só ficou fora de duas partidas

    Jô disputou 18 jogos na temporada e só ficou fora de duas partidas

Depois de ficarem fora do primeiro jogo contra o Inter por "desgaste físico", Jô e Jadson vão voltar ao Corinthians para o clássico contra o São Paulo. Sem lesão diagnosticada, os dois foram poupados de um dos jogos mais importantes da temporada após exames detectarem risco grave de lesão. A ausência, e o retorno na sequência, abrem margem para críticas ao planejamento alvinegro.

Titulares incontestáveis de Fábio Carille, os dois vinham de longas sequências de jogos. Jô estava há 11 partidas seguidas atuando como titular e Jadson há cinco. Nessa lista estão os quatro últimos jogos da primeira fase do Campeonato Paulista, quando o time já estava classificado e enfrentou Ferroviária, Red Bull, São Paulo e Linense - o meia chegou a ser poupado no compromisso contra o Red Bull, mas atuou nos últimos dois, quando a única disputa era para classificação geral do Estadual.

"Foi o meu 11º jogo seguido. É complicado com 30 anos. Mas eu tô tentando aí, correndo, batalhando", disse Jô após o segundo jogo contra o Botafogo-SP, pelas quartas do Paulista, quando deixou o gramado com dores.

Foi logo depois dessa partida que o Corinthians percebeu que tinha um problema. Exames médicos mostraram que a dupla estava muito desgastada e, para evitar risco de lesões mais graves, não deveria viajar a Porto Alegre.

"Eles se queixaram de cansaço. A decisão foi em conjunto e foi a melhor decisão para que tenham uma sequencia boa", disse Carille ao anunciar a medida. "Foi importante para que não tivéssemos um problema maior. O risco era grande de ir para o jogo contra o Inter, muito grande mesmo. Nenhum treinador, muito menos eu, é louco de tirar dois atletas desse tamanho de uma partida tão decisiva", completou Carille na última sexta, ao anunciar o retorno dos dois.

O jogo, de fato, era dos mais importantes. Em um ano sem Libertadores, a Copa do Brasil, assim como a Sul-Americana, representa a chance de voltar a conquistar um título nacional após um 2016 para se esquecer. Titulares absolutos, Jô e Jadson são os dois principais reforços alvinegros na temporada. Sem eles, Carille teve de promover o retorno de Marquinhos Gabriel ao time titular depois de dois meses lesionado e apostar em Clayton, recém-chegado, isolado no comando de ataque.

O Corinthians deixou Porto Alegre com um 1 a 1 na bagagem e agora ganha o reforço de Jô e Jadson. Um dia depois da decisão pela Copa do Brasil, os dois treinaram normalmente e foram confirmados. Embora houvesse risco de lesão, um jogo de pausa aparentemente era suficiente para que ambos pudessem voltar à disposição. O problema está na escolha da partida para abrir mão de dois de seus melhores jogadores.

"É um mês de muitas decisões e tinha um risco muito grande e por isso tomamos essa decisão de deixar esses dois jogadores fora. Eles estão confirmados para domingo", disse Carille.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos