Após bom começo, Pratto cai de produção e vê reserva pedir passagem

Pedro Lopes

Do UOL, em São Paulo

  • Marcello Zambrana/AGIF

    Pratto sofreu uma fratura no nariz após começo goleador e caiu de produção sem Cueva

    Pratto sofreu uma fratura no nariz após começo goleador e caiu de produção sem Cueva

Em uma operação com custo mínimo de 6 milhões de euros e com possibilidade de ultrapassar a marca dos 10 milhões, Lucas Pratto chegou ao São Paulo como principal reforço na temporada e começou com força total, marcando quatro gols nos primeiros quatro jogos. Desde então, entretanto, as coisas mudaram para o argentino. O atacante que encara o Corinthians neste domingo, pela semifinal do Paulista, marcou só uma vez, fez gol contra em jogo decisivo, teve uma queda de produção e agora lida com um reserva que pede passagem.

O rendimento abaixo do esperado de Pratto, em termos de gols, coincide com a fratura sofrida no nariz no clássico diante do Palmeiras, que tirou o atacante dos gramados por uma semana. Na volta, o São Paulo perderia Cueva, principal articulador do time, e o argentino marcaria só um gol em quatro partidas.

Seria exagero dizer que Pratto atravessa má-fase, já que a marca de cinco gols em nove partidas com a camisa do novo clube é respeitável. Só que a queda se soma à ao vacilo da última quinta, contra o Cruzeiro, e a fase vivida pelo reserva Gilberto, artilheiro do clube na temporada e dono de números impressionantes.

Somadas as partidas de Pratto pelo Atlético-MG no começo de ano, ele e Gilberto têm o mesmo número de jogos, 12. O argentino fez cinco gols, enquanto o brasileiro marcou dez vezes. Pratto, em 2017, balança as redes uma vez a cada 202 minutos, enquanto o companheiro faz um gol a cada 78 minutos na temporada.

A volta de Pratto após a fratura no nariz, diante do Ituano, na primeira fase do Paulista, coincide com a última partida de Cueva antes de se lesionar. Isso poderia explicar, em parte, a queda de produção, já que o peruano é o principal articulador do time. Só que Gilberto, seu concorrente, anotou quatro gols em cinco partidas quando Pratto ficou fora de dois confrontos para servir à seleção de seu país.

Gilberto ainda soma três assistências na temporada, enquanto Pratto deu um passe para gol. O brasileiro é o artilheiro do time e líder em finalizações certas a gol, de acordo com os números do Footstats.

Na derrota por 2 a 0 diante do Cruzeiro na última quinta, Pratto brigou e correu como de costume, mas teve pouquíssimas oportunidades de finalizar a gol, e acabou marcando um gol contra de cabeça ao tentar cortar um cruzamento. Rogério Ceni saiu em defesa do argentino.

"Gol contra acontece. Já vimos outros, o jogador tenta fazer seu melhor, acontece. Confesso que me surpreende a forma como perdemos. Vamos jogar dessa forma de novo, em casa temos de procurar o jogo [contra o Corinthians]", disse o comandante.

Ceni não revelou a equipe que mandará a campo neste domingo, mas Pratto deve ser titular. Diante do arquirrival, terá a oportunidade de se redimir e mostrar que merece continuar à frente do companheiro na disputa pelo comando do ataque são-paulino.

FICHA TÉCNICA

SÃO PAULO X CORINTHIANS

Data: 16 de abril de 2017, domingo
Horário: 19h (de Brasília)
Local: Morumbi, em São Paulo (SP)
Competição: Campeonato Paulista (partida de ida da semifinal)
Árbitro: Luiz Flavio de Oliveira
Auxiliares: Danilo Simon Manis e Miguel Ribeiro da Costa

SÃO PAULO: Renan Ribeiro; Buffarini, Rodrigo Caio, Maicon e Júnior Tavares; Jucilei, Thiago Mendes, Cícero, Cueva e Luiz Araújo; Lucas Pratto. Técnico: Rogério Ceni

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Balbuena, Pablo e Guilherme Arana; Gabriel e Maycon, Jadson, Rodriguinho e Romero; Jô. Técnico: Fábio Carille

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos