E. Baptista vê atuação passiva do Palmeiras após 3 a 0: 'Foi muito ruim'

Do UOL, em São Paulo (SP)

Uma derrota na qual o Palmeiras reconheceu a superioridade do próprio adversário. Foi assim que Eduardo Baptista tratou o 3 a 0 favorável à Ponte Preta, no primeiro duelo válido pela semifinal do Campeonato Paulista. O comandante palestrino lamentou a tarde ruim e criticou a passividade demonstrada pelo time no Moisés Lucarelli.

"Não fizemos uma boa partida. Foi muito ruim, especialmente no início. Não conseguimos neutralizar o que a Ponte Preta tinha de melhor. Agora é voltar para a casa e no sábado reverter este resultado", declarou o treinador, surpreso com o comportamento do time em Campinas.

"O gol no início atrapalhou, mas tínhamos que ter voltado para o jogo, especialmente no segundo tempo. Mexemos com os jogadores no intervalo, mas estávamos sem reação mesmo. Não foi o Palmeiras agressivo do último jogo, um time muito aguerrido mesmo quando não joga bem. Aquele time lá não veio para Campinas hoje", analisou.

O treinador usou a entrevista após a partida para amenizar a pressão pelo resultado negativo. Eduardo Baptista e a comissão técnica, antes mesmo do confronto deste domingo, optaram por descansar o grupo nos próximos dois dias; o Palmeiras volta a trabalhar apenas na manhã de quarta.

Com este afastamento, o treinador espera reencontrar o elenco com o lado psicológico reforçado depois de uma semana tensa – antes da derrota deste domingo, o Palmeiras vencera o Peñarol, pela Copa Libertadores, com um gol aos 54min da etapa final.

"É uma derrota ruim, mas acontece. Não queríamos deste jeito, mas agora é ter equilíbrio e trabalhar. Tivemos uma semana extremamente desgastante", destacou o comandante.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos