São Paulo e Corinthians duelam por final em clássico com polêmicas recentes

Diego Salgado e Pedro Lopes

Do UOL, em São Paulo

  • AFP PHOTO / Gregg Newton

    Duelo na Florida Cup 2017, amistoso, foi marcado por confusão e expulsões

    Duelo na Florida Cup 2017, amistoso, foi marcado por confusão e expulsões

O clássico deste domingo, entre São Paulo e Corinthians, terá torcida única no Morumbi. Pelo menos dentro do estádio, não haverá espaço para provocações e polêmicas entre torcedores. Os últimos anos mostram, entretanto, que o esfriamento das arquibancadas nada fez para diminuir a rivalidade entre os dois clubes em campo. Neste ano, na primeira fase do Paulista, foram os jogadores Maicon e Kazim que protagonizaram as trocas de farpas, com direito a ofensas e comemorações provocativas, mas a história vai além da dupla.

Nas semifinais que começam neste domingo, às 19h, no Morumbi, o clima tem tudo para esquentar ainda mais. A história recente entre os dois clubes envolve trocas de farpas entre técnicos, provocação entre atletas em redes sociais e goleadas: tudo isso indica que o confronto no Morumbi deve marcar o começo de um novo capitulo.

Provocação entre Kazim e Maicon

Marcello Zambrana / AGIF

O atacante turco Kazim deu início à rusga com o zagueiro Maicon na véspera da partida válida pela primeira fase, há 20 dias. O corintiano usou a expressão "Para cima dos Bambis" em uma resposta ao volante Gabriel no Instagram. Maicon rebateu na comeoração do gol são-paulino no Morumbi. O defensor abriu o placar e imitou uma galinha na comemoração.

Depois do empate por 1 a 1, Maicon negou que tenha sido uma resposta. "Não é provocação de ninguém, não sou jogador de ficar provocando. Não sou igual certos babacas que ficam na internet falando gracinha aqui, gracinha ali. Nem jogar joga, mas fica querendo dar uma de playboy e de favelado", disse ainda no gramado do Morumbi.

Troca de goleadas entre os rivais

Mauro Horita/AGIF

Em novembro do ano passado, o São Paulo venceu o Corinthians por 4 a 0 no Morumbi, já na reta final do Brasileirão, com um show do meia peruano Cueva, confirmado parao clássico deste domingo. A goleada ocorreu exatamente um ano depois de o time corintiano fazer 6 a 1 no rival, com grande apresentação de Romero, que também estará em campo.

Em 2011, o Corinthians também conseguiu dar o troco no São Paulo com um 5 a 0 no Pacaembu. Só que a resposta se deu seis anos depois de o time tricolor vencer o rival por 5 a 1 no mesmo estádio. Os corintianos ainda tem mais duas goleadas a favor nos últimos anos: 4 a 0 na semifinal do Paulistão de 1999 e 5 a 0 no estadual de 1995.

Semifinal com embate entre Ceni e Pato

Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians

Em mais uma semifinal do Paulistão, em 2013, Rogério Ceni e Pato protagonizaram uma disputa na decisão por pênaltis, quando o atacante foi para a última cobrança. Se marcasse, levaria o Corinthians à final do campeonato contra o Santos. Pato bateu e viu Ceni fazer a defesa. O árbitro Antônio Batista do Prado, porém, mandou voltar o chute porque o goleiro havia adiantado mais de dois metros.

No segundo chute, Pato marcou e deu a classificação ao Corinthians. Na comemoração, o atacante fez um gesto para o goleiro e futuro companheiro. Mais tarde, já atuando juntos, os dois colocariam fim às rusgas com elogios do goleiro e capitão ao artilheiro do time.

Pato foi alvo de discórdia. Mais de uma vez…

Adriano Vizoni/Folhapress

Em setembro de 2014, o Corinthians devolveu a derrota sofrida diante do São Paulo e venceu também por 3 a 2, na Arena Corinthians, pelo Brasileiro. O zagueiro Gil foi para cima de Alexandre Pato, que havia trocado o Parque São Jorge pelo Morumbi. "Chupa, Pato, aqui é Corinthians", foi a mensagem no Instagram. Quem tomou as dores do atacante foi o volante Souza, hoje no Fehnerbace. "Relaxa e respeita o moleque" e "parece torcedor" foram partes da resposta, em tom de bronca.

Mano Menezes, Muricy e os deuses do futebol

Alexandre Schneider/Getty Images e Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians

Além de derrotar o Corinthians por 3 a 2 em um grande jogo na primeira fase, o São Paulo eliminou o rival ao perder para o Ituano na última rodada: o resultado tirou o Alvinegro das quartas de final. Então comandante corintiano, Mano Menezes insinuou que os são-paulinos teriam entregado o resultado, dizendo que "os deuses do futebol" puniriam o rival, e que "cada um sabe a consciência que coloca no travesseiro".

O técnico do São Paulo Muricy Ramalho não gostou nem um pouco da declaração, e rebateu à altura. Para Muricy, Mano e os jogadores do Corinthians tentaram transferir a responsabilidade pelo fracasso e faltaram com respeito Os dois nunca fizeram as pazes.

FICHA TÉCNICA

SÃO PAULO X CORINTHIANS

Data: 16 de abril de 2017, domingo
Horário: 19h (de Brasília)
Local: Morumbi, em São Paulo (SP)
Competição: Campeonato Paulista (partida de ida da semifinal)
Árbitro: Luiz Flavio de Oliveira
Auxiliares: Danilo Simon Manis e Miguel Ribeiro da Costa

SÃO PAULO: Renan Ribeiro; Buffarini, Rodrigo Caio, Maicon e Júnior Tavares; Jucilei, Thiago Mendes, Cícero, Cueva e Luiz Araújo; Lucas Pratto. Técnico: Rogério Ceni

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Balbuena, Pablo e Guilherme Arana; Gabriel e Maycon, Jadson, Rodriguinho e Romero; Jô. Técnico: Fábio Carille

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos