Pottker alerta para Palmeiras 'mordido' e recorda fase turbulenta da Ponte

Do UOL, em Santos (SP)

  • Alê Cabral/Agif

    William Pottker já soma nove gols no Campeonato Paulista

    William Pottker já soma nove gols no Campeonato Paulista

Após abrir 3 a 0 no primeiro jogo da semifinal, no Moisés Lucarelli, a Ponte Preta sabe que todo cuidado é pouco no jogo de volta, marcado para este sábado (22), no Allianz Parque. A vantagem é considerável, mas o time campineiro sabe que o adversário virá 'mordido' para buscar a vaga depois de ver a Ponte não só vencer, mas tomar conta do primeiro confronto.

De acordo com William Pottker, artilheiro do Campeonato Paulista com nove gols, a Ponte Preta deve estar atenta não apenas ao fato de o Palmeiras ir a campo 'mordido', mas também por chegar ao segundo jogo bem mais descansado do que em relação ao primeiro, quando teve dias antes um complicado duelo válido pela Copa Libertadores, contra o Peñarol.

"Eu imagino o quanto eles devem estar mordidos. Agora tiveram uma semana de descanso e vão estar 100% para o jogo. Temos que entrar ainda mais ligados. Na semana passada eles tiveram jogo na quarta-feira, se desgastaram e nos enfrentaram um pouco cansados. Agora descansados, imagina como vai estar lá, no sábado, com 40 mil pessoas gritando a favor deles. Vamos trabalhar contra tudo e contra todos", disse o atacante.

Apesar do bom momento que vive a Ponte Preta, Pottker recorda que a situação era totalmente diferente há um mês atrás, quando o time ainda vinha sendo contestado – e ainda antes da chegada do técnico Gilson Kleina.

"Aprendemos muito com as pancadas que sofremos e agora temos que aprender com coisas boas. O que passou ficou para trás. Inclusive, quando empatamos contra o Santo André, a torcida estava nos esperando para nos bater. Claro que acho isso muito injusto, não serve de lição, mas aprendemos até com pancadas da imprensa, que desacreditava da nossa equipe. Mas estamos provando para quem não acreditava que somos humildes sim, porém, uma equipe muito aguerrida", garantiu o camisa 9 da Macaca.

Palmeiras e Ponte Preta se enfrentam às 19h (de Brasília) deste sábado (22) no Allianz Parque. Para avançar à final, a equipe de Gilson Kleina pode até perder o jogo por dois gols de diferença. Já o time de Eduardo Baptista precisa pelo menos de uma vitória por três gols de diferença para forçar a decisão nos pênaltis.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos