Kleina não abre mão de final em Campinas e diz que fará apelo à diretoria

Do UOL, em Santos (SP)

A Ponte Preta fará de tudo para que o primeiro jogo da decisão do Campeonato Paulista seja disputado no Moisés Lucarelli, em Campinas, assim como foi nas quartas e na semi, contra Santos e Palmeiras, respectivamente. O técnico Gilson Kleina disse inclusive que fará um apelo à diretoria para que converse com a Federação Paulista de Futebol (FPF) sobre o assunto.

Na teoria, a FPF pode optar por colocar as duas finais no estádio do Pacaembu, por exemplo. A Ponte Preta, porém – em especial Gilson Kleina – não abre mão de jogar no Moisés Lucarelli.

"Eu não abro mão. A Ponte não pode vender a dignidade agora. A gente vai respeitar qualquer tipo de condição da Federação, mas eu vou fazer um apelo à diretoria para conversar com a Federação, porque a gente precisa jogar ao lado do nosso torcedor. Se fizemos um campeonato seguro, foi dentro de Campinas", disse o treinador alvinegro.

Dentro do Moisés Lucarelli, a Ponte Preta conseguiu duas vitórias importantes (nas quartas e na semi) que o ajudaram a garantir as vagas na próxima fase da competição. Contra o Santos, abriu 1 a 0 e, após derrota pelo mesmo placar no Pacaembu, garantiu a vaga nos pênaltis. Já contra o Palmeiras, conseguiu fazer 3 a 0 em Campinas e encaminhou a classificação.

Os dois jogos da decisão estão marcados para os dias 30 de abril e 7 de maio, ambos às 16h. O adversário da Ponte Preta será conhecido neste domingo (23), após o segundo confronto entre Corinthians e São Paulo – no primeiro, o time alvinegro venceu por 2 a 0 no Morumbi.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos