Fagner é suspenso e pode perder final; Corinthians tenta efeito suspensivo

Dassler Marques e Diego Salgado

Do UOL, em São Paulo

  • Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians

    Fagner ficará fora da partida que decidirá o Campeonato Paulista

    Fagner ficará fora da partida que decidirá o Campeonato Paulista

O lateral Fagner está suspenso da segunda partida da final do Campeonato Paulista. O jogador do Corinthians recebeu gancho de um jogo pelo Tribunal de Justiça Desportiva (TJD) nesta terça-feira em razão de uma troca de agressões com o meia são-paulino Cueva. O peruano recebeu apenas uma advertência.

Entretanto, de acordo com o advogado João Zanforlin, o Corinthians na quarta-feira dará entrada com o pedido de efeito suspensivo por considerar que o julgamento em primeira instância pode considerar um dano irreparável a Fagner. 

"O Corinthians dará entrada amanhã [quarta]. Quando tem fumaça do bom Direito, tem um dano irreparável. Com esses requisitos, a gente entra com o pedido. O presidente do TJD vai analisar. O prazo é de três dias, mas em função da final, vamos conversar para isso ser antecipado", explicou ao UOL Esporte.

Caseo Fagner não possa atuar, o Corinthians terá Léo Príncipe na lateral direita diante da Ponte Preta, em Itaquera. No jogo de ida, em Campinas, o time corintiano venceu por 3 a 0, gols de Rodriguinho (2) e Jadson.

O lateral seria o terceiro desfalque do Corinthians para a decisão deste domingo. Além de Fagner, o técnico Fábio Carille não poderá contar com o meia Rodriguinho e o volante Gabriel, que será substituído por Paulo Roberto.

O desentendimento entre Fagner e Cueva se deu na partida entre Corinthians e São Paulo, na semifinal do Estadual, disputada no último dia 23. No começo do segundo tempo, o atleta do São Paulo chegou a dar uma cabeçada e um tapa.

Fagner respondeu à provocação segundos depois. O lateral corintiano deu uma joelhada na parte posterior da coxa de Cueva, a chamada "paulistinha". Os dois jogadores foram denunciados pela procuradoria no artigo 250 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva, por ato hostil.

O lateral corintiano teve a punição de um jogo defendida por três dos cinco auditores do TJD, incluindo o presidente do órgão, Delegado Antônio Olim. Dois auditores defenderam que Fagner recebesse apenas advertência. Já a pena ao são-paulino recebeu três votos por advertência e dois para suspensão por um jogo.

A partida de volta da final do Paulista será disputada no próximo domingo, às 16h, na Arena Corinthians. O time corintiano garantirá o 28º título estadual mesmo se perder por dois gols de diferença.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos