Carille indica time alternativo no Corinthians e Kazim deve ser poupado

Dassler Marques

Do UOL, em São Paulo

A vitória do Corinthians por 4 a 0 contra o São Caetano, neste domingo (21), contou com gol de Júnior Dutra e dúvidas quanto à sequência de Kazim na equipe titular. Para o próximo jogo diante da Ferroviária, quarta também no Pacaembu, o treinador Fábio Carille indicou a possibilidade de trocas na equipe, inclusive quanto ao centroavante. 

Pela sequência de partidas e a iminência de clássico com o São Paulo no sábado que vem, a tendência é de um time alternativo na próxima quarta. Carille, então, indicou que o turco deve ser preservado desse confronto. 

"Teremos mudanças na quarta por questão física, por uma preparação melhor e começo a decidir amanhã decido. Não desisto de jogador. Ele requer uma condição melhor, como Jadson e Rodriguinho. Iniciando ou não (Kazim no clássico), é o campo que vai mostrar. Essa é a linha que vou seguir", disse Carille. 

"Tenho trabalhado muitos jogadores ali (como centroavante). Kazim tem que melhorar fisicamente e tecnicamente. Mas usamos Lucca, Júnior Dutra, Carlinhos...é um processo de pré-temporada ainda e todos precisam provar todo dia", acrescentou o treinador. 

"Ele jogou assim várias vezes no Japão e no Avaí como 9. Joga nas três funções. Não é um achado, nós contratamos sabendo que poderia jogar ali também. O Henrique Dourado, pelo que meu presidente passou, pela minha diretoria, não conto esse ano. A não ser que mude alguma coisa esses dias", complementou com menção ao centroavante do Fluminense, especulado no clube. 

Confira mais respostas de Fábio Carille:

Estreia oficial de Juninho Capixaba
Juninho é meia de origem e tem muita qualidade de jogo. Na minha avaliação, fez um ótimo Brasileiro pelo Bahia. Por isso foi contratado, para ser titular. Não fez o primeiro jogo só por documentação.

Risco na bola parada defensiva
Sempre que entra uma bola no meio da área é porque houve erro. Não sei dizer que erro aconteceu. O jogador escapou dos escudeiros, que deixaram embalar. Tomamos oito gols de bola parada no Brasileiro, mas muitos na parte final. 8 em 38 rodadas não é tão grande. É trabalhar para deixar de sofrer nessas bolas paradas.

NR.: Escudeiros são os jogadores definidos por Carille para impedir que os principais cabeceadores do rival arranquem em velocidade. 

Atuação de Pedro Henrique
Posso falar do Pedro Henrique desde 2015, sempre dando uma resposta boa. Ele participou em 2015 naquele grupo, em 2016 jogou bastante. Também estamos muito tranquilos com a chegada do Henrique pela experiência de Barcelona, de Napoli, de Copa do Mundo. Vai acrescentar também.

Novo esquema tático com um volante
Vou trabalhar o ano inteiro no 4-1-4-1 e no 4-2-3-1. Vai depender de competição, de jogo, se eu pegar um adversário que mexe muito a linha dos meias é perigoso ter um volante só. O 4-2-3-1 é mais fácil para desenvolver, com Maycon e Camacho que seriam o segundo volante temos as coisas bem definidas. Uso o 4-1-4-1 bem no início, mas são as duas formações que vou trabalhar o ano todo, vai depender de adversário e competição. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos