Corinthians tenta afirmar novo ataque para não reviver problema de 2017

Dassler Marques

Do UOL, em São Paulo

  • Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

    Kazim conversa com Júnior Dutra na véspera de Corinthians x São Caetano

    Kazim conversa com Júnior Dutra na véspera de Corinthians x São Caetano

A despeito dos títulos do Paulista e do Brasileiro, a comissão técnica do Corinthians terminou 2017 com uma preocupação em especial no que diz respeito à produção da equipe: o baixo rendimento ofensivo. A partida deste domingo (21) contra o São Caetano, no Pacaembu, testa a evolução do setor, que perdeu justamente sua principal referência. 

Sem Jô, negociado para o Japão por 10 milhões de dólares (R$ 32 milhões), a direção do Corinthians ainda não conseguiu dar um substituto a Fábio Carille, que dá confiança e insiste no turco Kazim. O novo desenho do meio-campo ainda tem Jadson, agora em nova posição, e mais um trio ofensivo com Clayson, Rodriguinho e Romero. Na última quarta, contra a Ponte Preta, não foi suficiente. No mesmo Pacaembu, derrota por 1 a 0. Neste domingo, uma nova chance.

Enquanto o clube vive a expectativa de que possa acertar a contratação de Henrique Dourado, perto de deixar o Fluminense, quem já está com Carille tenta diminuir as dúvidas no ar pela dificuldade do time em criar. No returno do Campeonato Brasileiro, em que o problema se manifestou de forma mais clara, o Corinthians marcou menos de um gol por jogo - 18 vezes em 19 partidas. O autor de sete desses gols já está distante, no futebol japonês. 

Na busca por reforços para 2018, o Corinthians priorizou justamente o setor ofensivo. São quatro novidades no ataque, sendo um meia (Mateus Vital) e três atacantes novos (Júnior Dutra, Emerson Sheik e Lucca). Todos, exceto Sheik que ainda aprimora a forma física, estarão no banco de reservas diante do São Caetano. A expectativa é que Vital, durante o jogo, possa fazer sua estreia. Por R$ 8 milhões, é a contratação mais cara do clube nesta janela. 

Mas os olhares, a bem da verdade, estarão direcionados ao turco Kazim. Reserva imediato de Jô no ano passado, ele anotou um gol e deixou a Florida Cup mais confiante, mas foi um dos piores nomes em campo contra a Ponte. Sem mobilidade e com dificuldades técnicas, não contribuiu no trabalho como pivô, desperdiçou oportunidades e irritou os torcedores. Mesmo assim, ficou por 90 minutos em campo e segue na equipe para tentar deslanchar.   

Diferentemente da Ponte Preta, que segurou o ataque do Corinthians na estreia, o São Caetano vai ao Pacaembu depois de perder por 3 a 1 para o Ituano e dar mostras de fragilidade defensiva. Atual campeão da Série A-2, o Azulão optou por mandar a partida em um reduto dos corintianos, que devem ser maioria a partir das 19h30. O histórico, porém, é desfavorável para os alvinegros: em 29 confrontos, tiveram 11 vitórias e 13 derrotas contra o rival do ABC Paulista.

FICHA TÉCNICA
SÃO CAETANO x CORINTHIANS

Data: 21 de janeiro de 2018, domingo
Local: Estádio Paulo Machado de Carvalho, em São Paulo (SP)
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Flávio Rodrigues de Souza
Assistentes: Danilo Ricardo Simon Manis e Rogério Pablo Zanardo

São Caetano: Helton Leite; Pedro Costa (Alex Reinaldo), Domingues, Sandoval e Bruno Recife; Esley, Régis e Vinicius Kiss; Niltinho, Rafael Costa e Carlão. Treinador: Luiz Carlos Martins

Corinthians: Cássio; Fagner, Balbuena, Pedro Henrique e Juninho Capixaba; Gabriel; Romero, Jadson, Rodriguinho e Clayson; Kazim. Treinador: Fábio Carille. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos