Busca por um 9 e desapego tático de Jair pressionam Rodrigão contra a Ponte

Samir Carvalho

Do UOL, em Santos (SP)

  • Marcello Zambrana/AGIF

    Rodrigão estreou com golaço, mas foi mal na segunda rodada e ainda perdeu pênalti

    Rodrigão estreou com golaço, mas foi mal na segunda rodada e ainda perdeu pênalti

O centroavante Rodrigão está pressionado no Santos. Apesar de ter marcado um golaço na estreia da equipe na temporada, o pênalti perdido na derrota por 1 a 0 diante do Bragantino, na última segunda-feira (22), em plena Vila Belmiro, colocou o jogador em xeque novamente.

Nesta quinta-feira, às 19h30 (de Brasília), contra a Ponte Preta, pela terceira rodada do Campeonato Paulista, o camisa 13 precisará mostrar serviço para não cair novamente no esquecimento dentro do clube.

Tudo porque, mesmo com a chegada iminente de Gabriel Barbosa, a diretoria santista ainda busca por um camisa 9 no mercado. O pedido de Jair Ventura é por um nome com características semelhantes às de Roger, principal referência no período em que dirigiu o Botafogo.

Até então, o Santos não concluiu nenhuma de suas tentativas. As principais envolveram o argentino Hernán Barcos, da LDU-EQU, e o colombiano Santiago Tréllez, do Vitória. Além deles, a nova diretoria ainda abriu negociações com Gilberto, ex-São Paulo, que mesmo sem clube não chegou a um acerto.

Jair busca fazer com que Rodrigão reencontre a condição que o trouxe ao Santos, em 2016, quando foi contratado como "artilheiro do Brasil", do Campinense-PB, por cerca de R$ 1,5 milhão. Na ocasião, o jogador iniciou marcando gols em seus primeiros jogos pelo novo clube paulista, mas depois sucumbiu com más atuações, lesões e até mesmo a condição de estar acima do peso. Emprestado ao Bahia, teve passagem curta, sendo devolvido antes mesmo do fim de dezembro.

Mesmo com a dificuldade de contratações de um 9, Rodrigão também corre riscos pelo histórico de desapego tático de Jair. Em apenas um ano e meio à frente do Botafogo, o treinador utilizou cinco variações diferentes: duas no 4-4-2, quadrado e losango no meio de campo, além do 4-3-3, 4-2-3-1 e 4-1-4-1.

O treinador já afirmou publicamente que não fica preso a sistemas de jogo e que adapta as escalações de suas equipes para o que encontrar de melhor no elenco. No Santos, por exemplo, já utilizou duas variações: 4-3-3 e o 4-3-2-1.

Com isso, mesmo que não chegue o desejado reforço, o técnico pode optar por um ataque formado por jogadores mais rápidos, como Eduardo Sasha, Gabriel Barbosa e Bruno Henrique, com Gabigol na função de falso 9, como já atuou no próprio clube. Outra opção é abrir mão de um atacante e fortalecer o meio de campo. Sendo assim, a dupla formada por Bruno Henrique e Gabriel Barbosa é a mais cotada.

Rodrigão começou bem a temporada, marcando um belo gol de longe na vitória por 3 a 0 contra o Linense, mas irritou os torcedores com uma série de gols perdidos na segunda partida. Foram seis, de acordo com o Footstats.

Pesa contra ele, também, o fato de nomes da base como Arthur Gomes e Rodrygo terem tido boas atuações. Ambos, inclusive, foram elogiados por Jair em entrevistas.

Para a partida, o Santos segue sem contar com o atacante Bruno Henrique, que se recupera de lesão no olho direito, além do zagueiro Lucas Veríssimo e do volante Renato, com problemas musculares. Arthur Gomes, Luiz Felipe e Matheus Jesus devem ser os escolhidos. Outra novidade pode ser a presença do lateral esquerdo Caju como titular na vaga de Romário, bastante criticado pelos torcedores.

A Ponte, do técnico Eduardo Baptista, também deve sofrer mudanças. Expulso na estreia contra o Corinthians, o atacante Felippe Cardoso assume a vaga de Yuri. O volante Marciel pode substituir Marquinhos.

FICHA TÉCNICA
PONTE PRETA X SANTOS

Data: 25 de janeiro de 2018, quinta-feira
Local: Moisés Lucarelli, em Campinas (SP)
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Flavio Rodrigues de Souza
Assistentes: Danilo Ricardo Simon Manis e Vitor Carmona Metestaine

Ponte Preta: Ivan; Emerson, Renan Fonseca, Luan Peres e Jeferson; Marciel, Tiago Real e Léo Artur; Silvinho, Felipe Saraiva e Felippe Cardoso.
Técnico: Eduardo Baptista

Santos: Vanderlei, Victor Ferraz, Luiz Felipe, David Braz e Romário (Caju); Alison, Matheus Jesus e Vecchio; Arthur Gomes, Copete e Rodrigão.
Técnico: Jair Ventura

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos