Em noite de Thiago Santos e Jailson, Palmeiras vence Red Bull e mantém 100%

Danilo Lavieri

Do UOL, em São Paulo

O Palmeiras sofreu, esbarrou em problemas de criatividade, mas conseguiu derrotar o Red Bull por 2 a 1 na noite desta quinta-feira (25), no Allianz Parque, pela 3ª rodada do Paulistão. Com dois gols de Thiago Santos e uma defesa de pênalti de Jailson, a equipe manteve o 100% no Estadual "na marra".

Roger Machado começou a partida com três peças diferentes do esperado. Felipe Melo, Marcos Rocha e Willian estiveram no banco e deram lugar para Thiago Santos, Mayke e Keno. Sem calma para a criação de jogadas, o time se limitou a ter algumas chances em duas arrancadas de Borja e uma tentativa de gol de cobertura de Dudu, além das bolas alçadas por Lucas Lima. 

No segundo tempo, depois de muito controlar a bola, viu seus atacantes desperdiçarem as poucas chances criadas até que Thiago Santos aparecesse novamente como herói para empurrar a bola para dentro do gol de Júlio César e garantir o triunfo.

O resultado leva os palmeirenses aos nove pontos em três jogos e a liderança do grupo C, dois à frente do São Bento, o vice-líder. A equipe de Campinas segue sem vencer no torneio e ocupa a 3ª colocação do grupo D, que tem o Santos como líder, com seis. Nesta sexta-feira, o Palmeiras já se apresenta novamente na Academia de Futebol. O próximo adversário será o Bragantino, fora de casa, no próximo domingo (28), às 17h. O Red Bull, por sua vez, só joga na segunda-feira (29), às 19h30, contra a Linense.

Jailson faz um milagre, mas não dois no 1º tempo

Logo aos 9 minutos, o Red Bull mostrou que não se importava de estar atuando fora de casa. Rodrigo Andrade recebeu cruzamento de Deivid e chutou de primeira, à queima roupa. Jailson mostrou excelente reflexo e evitou o gol. Pouco depois, o goleiro chegou perto, mas não conseguiu evitar que a bola entrasse na sua rede. Dessa vez, Breno Lopes cruzou para Devid, que cabeceou e abriu o placar.

Empate nos acréscimos tranquiliza vestiário

Atrás do placar, o Palmeiras mostrou certa irritação ao buscar o empate. A criação de jogadas tinha sempre problemas no último passe antes da finalização ou mesmo na hora do arremate. Em uma delas, Borja saiu cara a cara com o goleiro adversário e chutou forte, mas em cima do rival. O empate veio no último lance do primeiro tempo, com cruzamento de Lucas Lima e cabeçada de Thiago Santos.

Palmeiras não assusta Red Bull e irrita torcida

Na volta para o segundo tempo, a equipe de Roger Machado manteve a apatia na hora de criar jogadas de perigo. Lucas Lima e Dudu, as duas válvulas de escape do time, não funcionaram. A impressão era que o time sentia falta de Felipe Melo na organização de jogo. A torcida se irritou, reclamou de algumas tentativas de Borja. O técnico tentou mudar o time, com Guerra, Bruno Henrique e Willian entrando, mas não foi o suficiente.

Jailson volta a mostrar estrela

A torcida já dava sinais claros de irritação e tudo ficaria pior se não fosse Jailson. O juiz marcou pênalti de Eder Luís após aviso do bandeirinha e o estádio foi à loucura. Rodrigo Andrade foi para a batida ao som da torcida gritando o nome do goleiro palmeirense e errou. No rebote, o arqueiro voltou a defender e teve seu nome gritado por todos no Allianz Parque. Dois minutos antes dos acréscimos, foi a vez de Thiago Santos aparecer de novo para empurrar cruzamento para dentro das redes de Júlio César e garantir o triunfo.

Noite de homenagem ao capitão

No primeiro jogo após dizer não ao futebol chinês, Dudu teve uma homenagem especial antes de a bola rolar. O locutor do Allianz Parque preparou uma introdução especial para anunciar o atacante: "Provando que dinheiro não compra tudo. Não compra carinho, não compra respeito e não compra amor: é um prazer anunciar o nosso capitão, com a camisa 7, Dudu!".

Palmeiras ultrapassa R$ 200 milhões de renda no Allianz

O jogo desta quinta-feira (25) foi o de número 96 no Allianz Parque. Mais uma vez, a arrecadação foi de mais de R$ 1 milhão. Com isso, o total arrecadado pela equipe atuando em sua casa já ultrapassa a casa dos R$ 200 milhões.

FICHA TÉCNICA
PALMEIRAS 2 X 1 RED BULL

Local: Allianz Parque, em São Paulo (SP)
Data: 25 de janeiro de 2018, quinta-feira
Horário: 21h (de Brasília)
Público: 26.559
Renda: R$ 1.520.285,80
Árbitro: Jose Claudio Rocha Filho
Assistentes: Daniel Paulo Ziolli e Eduardo Vequi Marciano
Cartões amarelos: Nininho, Rodrigo Andrade, Júlio César e Éder (RBR); Thiago Santos e Victor Luís (PAL)
Cartão vermelho: Rodrigo Andrade
Gols: Deivid, aos 23 minutos do 1º T; Thiago Santos, aos 47 minutos do 1º T e aos 44 minutos do 2º T

PALMEIRAS: Jailson; Mayke, Antônio Carlos, Thiago Martins e Victor Luís; Thiago Santos, Tchê Tchê (Bruno Henrique) e Lucas Lima; Dudu, Keno (Willian) e Borja (Guerra)
Técnico: Roger Machado

RED BULL: Júlio César; Nininho, Tiago Alves (Anderson Marques) (Doriva), Ewerton Páscoa e Breno Lopes; André Castro, Rodrigo Andrade e Eder; Deivid, Éder Luis e Edmilson.
Técnico: Ricardo Catalá

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos