Com Jadson e Balbuena, Corinthians bate o São Paulo no 1° clássico do ano

Diego Salgado

DO UOL, em São Paulo

O primeiro clássico do estadual paulista terminou com vitória do Corinthians sobre o São Paulo. Em jogo movimentado no Pacaembu, o time alvinegro derrotou o rival por 2 a 1, gols de Jadson e Balbuena ainda na etapa inicial. Brenner chegou a empatar o duelo, mas a equipe tricolor não conseguiu evitar o revés neste sábado.

O Corinthians abriu o placar logo no primeiro minuto do confronto, após uma triangulação envolvente que terminou em chute certeiro de Jadson. O São Paulo reagiu, mas Balbuena de cabeça recolocou o time de Carille na frente.

Com o resultado, o Corinthians vence a terceira seguida no Paulistão, chega a nove pontos e abre três em relação ao vice-líder do grupo A, o Bragantino, que recebe o Palmeiras neste domingo. Já o São Paulo sofre a segunda derrota em quatro jogos no Paulistão e estaciona nos quatro pontos – ainda assim, mantém a liderança do grupo B, ao menos por enquanto.

Agora, enquanto o São Paulo joga no meio da semana, o Corinthians tem uma semana até seu próximo compromisso. O time tricolor pega o Madureira na quarta-feira (31), no estádio do Café, na estreia da Copa do Brasil, enquanto a equipe alvinegra encara o Novorizontino no domingo, dia 4, em Novo Horizonte (SP), pela quinta rodada do Campeonato Paulista.

Os melhores: Balbuena e Jucilei

Pode-se dizer que o zagueiro corintiano fez dois gols no Pacaembu. Um deles ao marcar de cabeça ainda no primeiro tempo. Outro ao desarmar Brenner na pequena área e salvar um gol quase feito do São Paulo. Ótima partida do hoje capitão. O volante são-paulino, por sua vez, foi o mais lúcido do São Paulo. Com ótimos longos lançamentos, ditou o ritmo na criação do time tricolor. Jogou fácil no Pacaembu.

Os piores: Kazim e Diego Souza

Marcello Zambrana/AGIF

O atacante corintiano mais uma partida discreta e de pouca efetividade no ataque. Mais uma vez foi substituído, logo no começo do segundo tempo, por Júnior Dutra. Corre o risco de perder a vaga de centroavante. Assim como Kazim no Corinthians, Diego Souza pouco fez no papel de centroavante do time tricolor. De costas para a defesa, não conseguiu render. Algo para Dorival Júnior trabalhar neste início de temporada.

Triangulação perfeita e gol do artilheiro Jadson

Marcello Zambrana/AGIF

Uma linda jogada do Corinthians resultou em gol logo em seu primeiro ataque no jogo. Em linda triangulação pela esquerda, Juninho Capixaba achou Rodriguinho que, de primeira, lançou Jadson na área; o camisa 10, também de primeira, marcou o seu terceiro gol no Paulistão em quatro partidas disputadas. Com isso, aparece isolado na artilharia da competição estadual.

Trave e gol: São Paulo reage e deixa tudo igual

O São Paulo demorou a acordar no jogo. Mas a partir dos 20min, passou a assustar o Corinthians e, depois de duas jogadas, deixou tudo igual. Primeiro, carimbou a trave com Shaylon, aos 24min; e no minuto seguinte, Brenner – que havia desperdiçado boa chance no rebote do lance anterior – se redimiu após completar cruzamento perfeito de Militão pela direita.

Que tiro foi esse, Balbuena?

Marcello Zambrana/AGIF

O 'cochilo' de Anderson Martins em um cruzamento da direita custou caro ao São Paulo. No momento em que as duas equipes jogavam de igual para igual, o zagueiro – que fez a sua segunda partida com a camisa tricolor – deixou Balbuena sozinho. O hoje capitão corintiano subiu livre e cabeceou forte no canto direito de Sidão, que nem viu a bola.

Espaço pelos lados

Os dois times comentaram falhas de marcação nos lances dos gols. No São Paulo, Militão, sem a ajuda de Jucilei, falhou na marcação no lance do primeiro gol e voltou a apresentar dificuldades em outros lances. No Corinthians, o ponto fraco foi visto pelo lado esquerdo. Juninho Capixaba também deu espaços pelo seu setor. Por ali nasceu o gol são-paulino.

Desentendimento e cartão para os dois

O árbitro Marcelo Aparecido não deixou barato o desentendimento entre Gabriel e Diego Souza no fim do primeiro tempo. Irritado com o adversário, o jogador tricolor tentou chutar a bola e acertou Gabriel, que exagerou na queda e ficou no chão. Ambos receberam cartão amarelo.

Cássio tem queda de pressão

O goleiro corintiano se sentiu mal na metade do primeiro tempo ao apresentar queda de pressão. O problema começou pouco antes do São Paulo empatar o jogo. O camisa 12 recebeu um medicamento pouco depois e foi mantido em campo.

Cássio x Diego Souza: goleiro volta a levar a melhor

Protagonistas de um dos lances mais importantes da história do Corinthians, ocorrido na Libertadores de 2012, em jogo contra o Vasco, Diego Souza e Cássio tiveram apenas um 'confronto' na partida deste sábado: um chute fraco do jogador são-paulino já aos 40min do segundo tempo. Defesa fácil para o goleiro alvinegro.

CORINTHIANS 2 X 1 SÃO PAULO

Data: 27/01/2018 (sábado)
Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)
Público: 31.972 pagantes / 34.358 presentes
Renda: R$ 1.278.027,50
Árbitro: Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza
Assistentes: Daniel Paulo Ziolli e Luiz Alberto Andrini Nogueira
Cartões amarelos: Gabriel, Romero, Júnior Dutra, Jadson (Corinthians); Jucilei, Diego Souza, Petros (São Paulo)
Gols: Jadson, a 1 minuto, Brenner, aos 25 minutos, e Balbuena, aos 32 minutos do primeiro tempo.

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Balbuena, Pedro Henrique e Juninho Capixaba (Romão); Gabriel, Jadson, Rodriguinho (Maycon), Romero e Clayson; Kazim (Júnior Dutra). Técnico: Fábio Carille

SÃO PAULO: Sidão; Militão, Rodrigo Caio, Anderson Martins e Edimar; Jucilei, Petros e Shaylon (Paulo Bóia); Marcos Guilherme, Diego Souza e Brenner (Caíque). Técnico: Dorival Júnior

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos