São Paulo marca com Nenê aos 5 min, mas sua para bater Bragantino

Do UOL, em São Paulo

O São Paulo precisou de cinco minutos para garantir mais uma vitória no Campeonato Paulista. Com gol de Nenê, após converter cobrança de pênalti no início do primeiro tempo, o Tricolor derrotou o Bragantino por 1 a 0, nesta quarta-feira (7), no Morumbi. No segundo tempo, porém, a equipe da capital perdeu rendimento e sofreu pressão do Bragantino, que não conseguiu superar o goleiro Sidão.

Nenê, de 36 anos, balançou as redes pela primeira vez com a camisa do clube, que passou a somar dez pontos na liderança do Grupo B. Esta foi a terceira vitória da equipe do treinador Dorival Júnior em seis partidas na competição. O Tricolor não volta ao campo durante o Carnaval. O time enfrenta o Ituano, na quinta-feira (15), fora de casa, na próxima rodada do estadual. Já o Bragantino recebe o Mirassol, na quarta (14).

Na torcida

Sexto reforço do São Paulo para esta temporada, Valdívia foi para o Morumbi no ônibus com os novos companheiros e acompanhou a partida no estádio. O meia atacante teve a sua transferência oficializada nesta quarta-feira. Com contrato até o fim deste ano, ele deve começar a treinar nesta quinta e estar apto para defender a equipe contra o Ituano.

Domínio tricolor e gol de Nenê

O São Paulo soube impor o seu ritmo logo nos primeiros instantes da partida. Com mais posse de bola, o Tricolor partiu para o ataque e não demorou para abrir o placar. Depois de boa troca de passes pela esquerda, Nenê recebeu, invadiu a área e foi derrubado por Ewerton. O próprio meia cobrou e marcou o seu primeiro gol com a camisa do Tricolor. 

"A experiência ajuda e essa coisa de idade não tem influenciando em nada para mim. Estamos muito bem, quando a gente perde a bola, pressiona e consegue recuperar logo. Está tudo certo. Eles sabiam que como eu cheguei agora, era o meu segundo jogo [pelo clube], pedi e deixaram bater [o pênalti]. Fico feliz por marcar com o meu primeiro gol no Morumbi", disse Nenê.

Desfalque

Rodrigo Caio não vai poder defender o São Paulo na próxima jornada do estadual. O zagueiro recebeu o terceiro cartão amarelo na competição e vai ter de cumprir suspensão automática.  

Ritmo mais lento

Com a vantagem no placar, o São Paulo diminuiu o ritmo no restante do primeiro tempo. Mesmo com o aumento do número de passes errados, a equipe até conseguiu chegar ao ataque e levar perigo ao gol de Alex Alves.

Sidão ajuda a manter vantagem

O São Paulo tentou cadenciar o ritmo no segundo tempo. O Tricolor até explorou a velocidade de Marcos Guilherme em alguns lances, mas faltava a finalização. O Bragantino, por sua vez, chegou ao ataque nos contragolpes, mas parou nas mãos de Sidão. O goleiro teve boa participação ao evitar o gol adversário, como em cabeçada de Matheus Peixoto. Dorival ainda chegou a colocar Brenner no lugar de Cueva durante a segunda etapa, mas a equipe manteve o ritmo.

Estreia de Tréllez

No segundo tempo, Dorival Júnior promoveu a estreia de Tréllez. O atacante entrou no lugar de Diego Souza, que começou bem a partida, mas pouco apareceu no restante da partida. 

FICHA TÉCNICA:

SÃO PAULO 1  X 0 BRAGANTINO

Local: Morumbi, em São Paulo (SP)
Árbitro: Adriano de Assis Miranda
Assistentes: Vitor Carmona Metestaine e Tatiane dos Santos Camargo
Cartões amarelos: Rodrigo Caio (São Paulo)
Gol: Nenê aos 5 do 1º tempo
Público e renda: 10.278 pessoas e R$ 230.814,00

SÃO PAULO: Sidão, Militão, Bruno Alves, Rodrigo Caio e Reinaldo; Jucilei, Petros e Nenê (Hudson); Marcos Guilherme, Cueva (Brenner) e Diego Souza (Tréllez). Técnico: Dorival Júnior.

BRAGANTINO: Alex Alves, Ewerton, Lázaro, Guilherme Mattis e Fabiano; Adenilson, Evandro e Hélton Luiz (Bruno Sávio); William Schuster (Anderson Ligeiro), Léo Jaime (Rafael Silva) e Matheus Peixoto. Técnico: Marcelo Veiga.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos