Gabriel decide no segundo tempo, e Santos vence o São Paulo no Morumbi

Danilo Lavieri

Do UOL, em São Paulo

O Santos jogou por uma bola e conseguiu a vitória contra o São Paulo em pleno Morumbi neste domingo (18 de fevereiro): placar de 1 a 0. Com gol de Gabriel Barbosa, a equipe da Vila Belmiro conseguiu os três pontos e calou os mais de 35 mil torcedores tricolores na 8ª rodada do Paulistão.

Os donos da casa dominaram a bola na maior parte do jogo, finalizaram muito mais, mas pararam em Vanderlei. Já a equipe de Jair Ventura apostou em um sistema tático com uma marcação muito forte e aposta nos contra-ataques. No primeiro tempo, muito sofrimento. Mas na etapa final os visitantes tiveram sucesso.

Com o resultado, a equipe da Vila Belmiro chegou aos 14 pontos e abriu vantagem na liderança do grupo D. Já os são-paulinos ficam estagnados nos 10 pontos e veem a sua liderança no grupo B ameaçada. Na próxima rodada, os santistas encaram o Santo André, enquanto que os tricolores recebem a Ferroviária.

Tarde de reencontros

O clássico deste domingo foi marcado por reencontros nos bastidores e dentro do gramado. Primeiro, foi a vez de Gustavo Vieira, hoje diretor do Santos, voltar ao Morumbi e conversar com colegas que fez durante o tempo que trabalhava para o Tricolor. Na zona mista, cumprimentou a todos e disse que "fazia parte do seu trabalho passar por essas situações".

Já no gramado, foi a vez de Dorival Júnior, técnico do São Paulo, ir até a fila de atletas santistas para cumprimentar um por um, relembrando os tempos que era treinador do time da Vila Belmiro O treinador inclusive foi saudado pelo argentino Vecchio, com quem teve problemas no ex-clube.

Gabigol isolado e anulado no 1º tempo
Marcello Zambrana/AGIF

O centro das atenções pelo lado santista era Gabigol. O atacante apareceu completamente isolado durante todo o primeiro tempo e, nas vezes que conseguia a bola, foi anulado pela dupla de defesa do São Paulo, formada por Bruno Alves e Arboleda. Ainda desentrosado, o "menino da Vila" esteve bastante isolado no ataque alvinegro e recebia pouca ajuda de Eduardo Sasha e Copete. O trio gesticulou bastante durante os primeiros 45 minutos para tentar achar entrosamento.

"Estou pegando a bola e sentindo falta de alguém perto de mim. Tentei segurar algumas bolas, sofrer faltas, mas marcado por dois ou três é complicado", comentou Gabriel no intervalo, em entrevista à TV Globo.

Vanderlei aparece bem e para São Paulo

O São Paulo criou as melhores chances de gol e, em uma delas, viu Vanderlei fazer duas intervenções precisas. Diego Souza foi lançado e tentou o chapéu para vencer o goleiro. O santista conseguiu evitar o drible, mas deu o rebote para Cueva. O peruano então chutou forte e viu o arqueiro defendendo com a perna. Pouco antes, Vanderlei já havia evitado gol após ótimo chute de Marcos Guilherme.

Gabigol surge uma vez no 2º tempo e é fatal

O Santos voltou ao jogo com uma proposta semelhante de se proteger e sair nos contra-ataques. Na primeira tentativa que deu certo, o visitante foi fatal. Eduardo Sasha recebeu bola de Daniel Guedes e disparou pela direita. O atacante achou Gabigol na entrada da área. Em seguida, o camisa 10 dominou e chutou cruzado para vencer Sidão. Foi a única vez que o atacante levou perigo no 2º tempo.

Santos segura resultado e conta com Vanderlei

Depois de abrir o placar, o Santos praticamente abdicou de jogar. Jair Ventura deixou Gabigol isolado à frente, com todos os seus outros atletas atrás da linha da bola. O resultado foi um domínio quase que completo da bola pelo São Paulo, mas sem uma efetividade de passar pela retranca alvinegra. Nas poucas vezes em que a bola chegava na pequena área, Vanderlei conseguia fazer o seu papel e evitar o empate.

Valdivia tem nome cantado pela torcida; Cueva sai vaiado
Daniel Vorley/AGIF

Cueva não viveu o melhor de seus dias como atleta do São Paulo. Em busca de reencontrar a paz com a torcida, o peruano tocou pouco na bola e, na única vez que conseguiu ir bem, parou em Vanderlei. Quando foi substituído para a entrada de Brenner, ouviu vaias dos mais de 35 mil que foram ao estádio. Pouco antes, a torcida tinha gritado o nome de Valdivia e viu Dorival Júnior atender aos pedidos: o estreante no Morumbi entrou no lugar de Marcos Guilherme.

FICHA TÉCNICA

SÃO PAULO 0 x 1 SANTOS

Data: 18 de fevereiro de 2018, domingo
Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Árbitro: Raphael Claus
Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho e Alex Ang Ribeiro
Público: 36.118 torcedores
Renda: R$ 658.240,01
Cartões amarelos: Petros, Reinaldo e Militão (São Paulo); Gabriel, Alison e Arthur Gomes (Santos)
Gols: Gabriel, aos 8min do segundo tempo

São Paulo
Sidão; Militão, Arboleda, Bruno Alves e Reinaldo; Jucilei, Petros, Nenê e Cueva (Brenner); Marcos Guilherme (Valdívia) e Diego Souza (Tréllez). Técnico: Dorival Júnior

Santos
Vanderlei; Daniel Guedes, Gustavo Henrique, Lucas Veríssimo e Jean Mota; Alison, Renato (Cittadini) e Vecchio; Copete (Guilherme Nunes), Eduardo Sasha (Arthur Gomes) e Gabriel Barbosa. Técnico: Jair Ventura

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos