Dorival explica nova opção de ataque e põe SP na briga pelo título

Do UOL, em São Paulo (SP)

Diego Souza falou em "despertar um gigante". Rodrigo Caio, em melhor momento para tentar a primeira vitória em clássicos no ano. E o técnico Dorival Júnior não ficou fora dos discursos de confiança que tomaram o São Paulo neste domingo. Em entrevista coletiva após a vitória por 2 a 1 sobre o Linense neste domingo, o treinador destacou a evolução de sua equipe e disse que confia na busca pelo título no Campeonato Paulista.

"Estou confiante no que a equipe possa produzir. Estamos em um desenvolvimento bom, fazendo aquilo que o torcedor quer. Queremos o campeonato, não estamos brigando para ganhar do Palmeiras no Allianz Parque (às 20h30 de quinta-feira). Seria importante vencer, sim. Muito! Mas mais importante do que isso seria a conquista de um campeonato. E é isso que estamos buscando", ressaltou.

O Choque-Rei será o sexto desde que o Allianz Parque foi reinaugurado no fim de 2014. Até aqui foram cinco vitórias do Palmeiras. O São Paulo joga contra esse tabu e contra a desconfiança que vem da torcida após anos sem títulos e com desempenho ruim em clássicos. Nesta temporada, por exemplo, o Tricolor perdeu para Corinthians e Santos no Paulistão.

Internamente, o clima agora é de confiança. Serão três dias de treinos até o novo embate com o Palmeiras. Tempo curto, mas que pode ajudar Dorival Júnior até a reforçar o time com a volta de Jucilei, que se recupera de contratura na coxa direita, e para não perder Reinaldo, que deixou o jogo com o Linense com dores musculares.

"Queremos uma equipe consistente. Trabalhamos por isso e espero que melhoremos ainda mais na quinta, recuperando quem teve princípio de lesão para ter força máxima em campo neste difícil compromisso. Vamos chegar de madrugada (em São Paulo) e já pensando só em recuperar os atletas. E espero que a gente não pare, avançando na Copa do Brasil, na Sul-Americana e nos momentos finais do Paulista. Sinto o quanto a equipe se dedica pelos resultados, o quanto se desgasta. Por isso precisamos focar na recuperação deles", alertou.

Nova vida para Diego Souza

A partida contra o Linense marcou o início de um novo momento para Diego Souza. Nos últimos dias, Dorival já havia sinalizado que poderia utilizá-lo mais recuado, atrás de um centroavante. Foi o que aconteceu quando o camisa 9 substituiu Cueva para jogar como meia, municiando o garoto Brenner. 

"Eu quero que ele tenha essa liberdade que teve hoje (domingo) com um homem mais adiantado que foi o Brenner. Mas mesmo assim, Brenner saiu quando o jogo permitiu e deixou Diego presente na área. Era isso que queríamos, tirar a condição de 9. Nunca quis Diego como 9, mas sim flutuando, dentro de suas características", analisou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos