O problemático virou solução: garoto marca, e Santos empata com Corinthians

Dassler Marques

Do UOL, em São Paulo

Com longo histórico de indisciplinas no Santos, Diogo Vítor mostrou que também pode ser solução. Neste domingo (4), diante do Corinthians, o jovem de 21 anos estreou na temporada com um gol marcante e arrancou empate para os santistas no Pacaembu. O clássico, marcado por um apagão de quase uma hora, acabou em 1 a 1. Renê Júnior, na etapa inicial, havia marcado para os corintianos.

Jair Ventura, sem muita qualidade no ataque e com Gabriel suspenso, apostou nos garotos. Rodrygo fez um bom primeiro tempo e, substituído, viu Diogo Vítor estrear em 2018 com um gol heroico aos 41min – Cássio errou na saída e deixou a meta aberta para o Corinthians sofrer o empate.

Apesar do gol no fim, o Corinthians mantém o ótimo aproveitamento em clássicos com Fábio Carille. São 14 duelos contra os rivais sob o comando do treinador, e a equipe alcançou 9 vitórias, 4 empates e só teve uma derrota, contra o próprio Santos.

O empate mantém os dois clubes na primeira colocação de seus grupos. O time praiano é o líder na chave D com 18 pontos e já está matematicamente classificado para as quartas de final, enquanto o clube da capital ocupa a ponta de cima do grupo A com 17 pontos.

O Santos volta a entrar em campo na próxima quarta-feira, quando visita o Novorizontino pelo Paulistão. Já o Corinthians joga em casa contra o Mirassol no mesmo dia.

O melhor: Rodriguinho

Daniel Vorley/AGIF
Rodriguinho retornou ao time titular do Corinthians neste domingo

De volta à equipe, mostrou novamente que vive momento especial. Embora não tenha participado do lance do gol, foi o corintiano mais perigoso no Pacaembu. Mais avançado, deu trabalho aos defensores santistas em contra-ataques e conseguiu algumas jogadas de destaque.

O pior: Copete

Sem nenhum gol na temporada, o colombiano se mantém na equipe de Jair Ventura graças à disposição e aplicação tática. Diante do Corinthians, porém, não foi suficiente. Copete até deu um chute a gol, mas errou praticamente tudo e saiu no intervalo para a entrada de Arthur Gomes.

Gol corintiano e lei do ex

Com 19 minutos na etapa inicial, os visitantes abriram o placar em um chute despretensioso. Renê Júnior, que jogou pelo Santos em 2013, dominou de frente para o gol e chutou de muito longe. A bola bateu nas costas de Léo Cittadini, tirou o goleiro Vanderlei da jogada e morreu no canto direito do camisa 1 santista.

Primeiro tempo lá e cá

Os primeiros 45 minutos foram bem movimentados no Pacaembu. Após 15 minutos de jogo, cada equipe já havia criado duas chances. Além do gol, o Corinthians fez Vanderlei trabalhar logo no começo após chute de Rodriguinho, e, mais tarde, Romero criou boa jogada, cortou a marcação, mas chutou para fora. Já o Santos assustou algumas vezes pelo alto, viu Cittadini e Sasha cabecearem para fora, enquanto Cássio não teve muito trabalho para defender chute de Copete e cabeçada de Veríssimo.

Pressão santista

Os donos da casa voltaram melhor do intervalo e pressionaram o rival no campo de ataque. Praticamente todas as tentativas foram pelo alto, com seguidos cruzamentos, quase todos afastados pela zaga corintiana. A melhor oportunidade veio aos 14 minutos, depois que Alison lançou para a área, Vecchio desviou de costas para o gol e obrigou Cássio a fazer a defesa.

Apagão no Pacaembu

Daniel Vorley/AGIF
Apagão paralisou jogo no Pacaembu

O clássico foi interrompido aos 22 minutos do segundo tempo por falta de luz no Pacaembu. O árbitro Luiz Flávio de Oliveira paralisou o duelo e só voltou a apitar o reinício da partida quase uma hora depois. O prefeito de São Paulo, João Doria, acompanhava a partida em camarote e deixou o estádio após o apagão. Este foi o terceiro jogo na temporada 2018 que ficou parado pela queda de energia no Pacaembu.

Daniel Guedes salva em cima da linha

Após o reinício do jogo depois do apagão, o time praiano continuou melhor, mas quem ficou mais perto do gol foram os visitantes. Aos 30 minutos, Rodriguinho avançou pela direita e tocou para Jadson, que chutou de cavadinha, mas Daniel Guedes tirou em cima da linha.

Diogo Vítor entra e salva o Santos

Léo Pinheiro/Framephoto/Estadão Conteúdo
Diogo Vítor salvou o Santos com gol no fim

O jovem jogador das categorias de base entrou aos 32 para salvar os donos da casa. Com 41 minutos do segundo tempo, ele aproveitou rebote de Cássio na entrada da área após cruzamento e fez o gol que garantiu o empate. Estrela do jovem de 21 anos, que marcou o primeiro gol dele como profissional justamente em um clássico.

Polêmica no fim

reprodução/TV Globo

Pouco depois, aos 45, Cittadini foi derrubado dentro da área por Balbuena, e a arbitragem marcou fora. Os santistas pediram o pênalti, mas o juiz Luiz Flávio de Oliveira manteve a marcação inicial e não deu a penalidade que poderia decretar a virada no placar.

Gabigol na torcida

Dassler Marques
Gabigol assistiu ao jogo ao lado do rapper Mano Brown

Suspenso da partida por acúmulo de cartões amarelos, Gabigol assistiu ao clássico dentro do Pacaembu ao lado do rapper Mano Brown. Desde que retornou ao Santos, o atacante marcou quatro gols em quatro jogos pelo clube. 

Rodrygo consegue bons lances no 1º jogo como titular

Daniel Vorley/AGIF
Rodrygo foi titular pela primeira vez no Santos

Sem Gabigol, Jair Ventura ousou com a escalação do garoto Rodrygo, 17 anos, como titular. Foi o primeiro jogo do jovem desde o início – o treinador, normalmente, aponta razões físicas para que ele atue apenas alguns minutos a cada jogo. Bastante apoiado pelos santistas, Rodrygo criou alguns lances de perigo, principalmente no começo da partida, e alternou entre as duas pontas do ataque. Ainda assim, deixou a impressão de que precisa crescer para atuar nos grandes jogos. Ele saiu com cãimbra aos 32 do segundo e foi bastante aplaudido pela torcida.

Campeões brasileiros no Pacaembu

Dassler Marques
Alberto e William Batoré foram ao Pacaembu para o clássico

Além de Gabigol, os ex-atacantes Alberto e William Batoré também foram ao Pacaembu prestigiar a partida contra o Corinthians. O primeiro foi campeão brasileiro pelo clube em 2002, enquanto o segundo esteve naquele elenco e também no título brasileiro de 2004.

Casa cheia

O Santos jogou com casa cheia e viu o torcedor encher o Pacaembu no clássico deste domingo. Até sexta-feira, 37 mil dos 39 mil ingressos colocados à venda já tinham sido vendidos. A tendência é que a equipe aumente neste ano a frequência de jogos na capital. Ao todo, 37.431 pessoas acompanharam o duelo contra o Corinthians.

Homenagem a Neymar

Instagram/Reprodução
Santos homenageou Neymar com hashtag na camisa

O Santos homenageou Neymar e estampou na parte de trás da sua camisa, logo acima do número, a hashtag #TamoJuntoNeymar, em referência a lesão e ao processo cirúrgico pelo qual o camisa 10 da seleção brasileira passou.

Confusão antes do clássico

Horas antes do clássico, um torcedor corintiano foi espancado por santistas na região de Itaquaquecetuba, localizada a 45 km do local da partida, e deu entrada no Hospital Santa Marcelina, na cidade da grande São Paulo. Além da confusão, alguns torcedores atearam fogo em veículos localizados próximo ao local da briga.

Ficha Técnica
SANTOS 1 x 1 CORINTHIANS

Data e horário: 04/03/2018, às 17h
Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo-SP
Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira
Auxiliares: Tatiane Sacilotti dos Santos Camargo e Evandro de Melo Lima
Público pagante: 34.448
Público total: 37.431
Renda: R$ 1.052.220,00
Cartões amarelos: David Braz, Vecchio (Santos); Clayson, Gabriel, Balbuena (Corinthians)
Gols: Renê Júnior, aos 20 minutos do primeiro tempo, e Diogo Vítor, aos 40 minutos do segundo tempo

Santos: Vanderlei; Daniel Guedes, Lucas Veríssimo, David Braz e Jean Mota; Alison; Léo Cittadini, Vecchio (Vitor Bueno), Rodrygo (Diogo Vitor) e Copete (Arthur Gomes); Eduardo Sasha.
Treinador: Jair Ventura.

Corinthians: Cássio; Fagner, Balbuena, Henrique e Maycon; Gabriel e Renê Júnior; Romero, Jadson (Emerson Sheik), Rodriguinho e Clayson (Júnior Dutra). Treinador: Fábio Carille.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos