Corinthians faz melhor campanha do Paulista à base de vitórias apertadas

Dassler Marques e Diego Salgado

Do UOL, em São Paulo

Emerson Sheik fez um gol fundamental aos 42 min do segundo tempo.

Antes de se definir a vitória por 1 a 0 contra o Mirassol, na quarta-feira (7), o Corinthians tinha classificação em risco às quartas de final do Paulistão. Mas, com os três pontos confirmados, a equipe de Fábio Carille assegurou classificação e ainda passou a ter, pelo menos até o Palmeiras x São Paulo desta noite de quinta, a melhor campanha da fase de grupos. Dentro das partidas, porém, o cenário tem sido de dificuldade. 

A rigor, os únicos jogos em que o Corinthians conseguiu vencer com relativa tranquilidade foram Palmeiras (2 a 0) e São Caetano (4 a 0). Nos demais confrontos, principalmente dentro de casa, a equipe dirigida por Carille tem se esforçado até o limite para conseguir os resultados. O confronto com o Mirassol foi mais um com essa peculiaridade no Paulistão. Sheik só trouxe alívio no final. 

Outra vitória construída à base de sufoco foi contra a Ferroviária, no dia 24 de janeiro, quando um gol de Clayson, aos 37min do segundo tempo, confirmou virada por 2 a 1. Os outros dois triunfos do Paulista foram em situações semelhantes: 2 a 1 sobre o São Paulo e 1 a 0 em visita ao Novorizontino. 

Marcello Zambrana/AGIF

Em sua análise depois de bater o Mirassol, Carille falou que é difícil manter a concentração e motivação em todos os jogos, principalmente após três importantes em sequência recente. "Não foi falta de concentração. Vi o vestiário aceso, a preleção para cima, diferente, mas a questão física por uma semana muito pesada para nós. O nível de concentração foi alto com Palmeiras e Santos, teve estreia na altitude na Libertadores...vi a parte física faltando pelos últimos três jogos", acrescentou o treinador. 

"Tenho um grupo muito consciente de tudo acontecendo. Eles mesmos se cobram além da minha cobrança. Me dá direito de cobrar toda partida após os últimos jogos que fizemos. O Cássio fala que os pontos com Palmeiras são os mesmos dos times menores. Peço ajuda aos mais experientes, à diretoria, para que ajude a dar motivação maior aos atletas nesse momento", disse ainda Carille. 

Outra dificuldade do atual campeão paulista - e, vale reforçar, classificado e com ótima pontuação -, tem sido atuar em casa contra defesas muito fechadas. O time perdeu como mandante contra Ponte Preta, São Bento e por pouco não ficou no empate com o Mirassol. Carille, que há quatro jogos elegeu um novo sistema e tem insistido nele, falou sobre bom rendimento em criatividade. 

"É uma forma que achamos. Em quatro jogos, o rendimento foi muito bom. Não vou falar de resultado, mas o rendimento foi muito bom", disse Carille, que confirmou a escalação do jovem Mantuan como lateral direito, domingo, em Ribeirão Preto. Outros titulares [Fagner está suspenso] também podem ser preservados contra o Botafogo e há preocupação com Jadson, que deixou o jogo com Mirassol com dores musculares. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos