Santos tinha "interesse" no Pacaembu, mas PM e FPF levaram jogo para Vila

Bruno Grossi e Danilo Lavieri

Do UOL, em São Paulo

  • Rubens Cavallari/Folha Imagem/Folhapress

    Torcida do Santos abre bandeirão nas arquibancadas do Pacaembu

    Torcida do Santos abre bandeirão nas arquibancadas do Pacaembu

Nesta terça-feira (13), a Federação Paulista anunciou que o Santos vai mandar o jogo de volta contra o Botafogo de Ribeirão Preto, válido pelas quartas de final do Campeonato Paulista, na Vila Belmiro. Gerente de futebol do clube, William Machado admitiu que tinha interesse no Pacaembu, mas entendeu as razões que levaram o jogo ao litoral.

Como Corinthians, Palmeiras, Santos e São Paulo terminaram a primeira fase na liderança de seus grupos, todos vão mandar seus jogos entre terça e quinta-feira da semana que vem. Com isso, caso o Santos quisesse jogar na capital, a cidade teria duas torcidas circulando no mesmo dia. A Polícia Militar se posicionou contra a possibilidade e foi ouvida pela FPF.

O UOL Esporte apurou que o Santos pensou no Pacaembu, mas chegou à reunião já ciente de que jogaria na Vila Belmiro. William se mostrou compreensivo e negou que o Santos tenha se sentido prejudicado com a decisão.

"Prejudicado, não. O Santos é um clube que pode se dar ao luxo de ter duas casas. Tinha interesse de utilizar o Pacaembu, mas entendeu também que a Vila é nossa casa, a principal inclusive. A gente entende os motivos que levaram a Federação a levar o jogo para a Vila Belmiro. A Polícia não pode dar segurança, e o Santos pensa muito em segurança", declarou o gerente.

O jogo de volta será disputado às 19h30 do dia 21. Neste domingo (18), o Botafogo recebe o Santos no Estádio Santa Cruz pela partida de ida, também às 19h30.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos