Aguirre diz que Jardine sugeriu o "espetacular" Lucas Fernandes no SP

José Eduardo Martins

Do UOL, em São Paulo (SP)

No intervalo da partida contra o São Caetano na noite desta terça-feira, a torcida do São Paulo vaiou e chamou o técnico Diego Aguirre de burro por trocar Valdivia por Lucas Fernandes. Os torcedores presentes no Morumbi não sabiam que Valdivia havia sofrido lesão muscular e andavam desconfiados de Lucas, que não foi bem na temporada passada. O meia revelado em Cotia, no entanto, mudou o Tricolor, que acabou vencendo por 2 a 0 e se classificando para a semifinal do Campeonato Paulista. Tudo graças a uma sugestão do auxiliar André Jardine.

"Fiquei feliz com os jogadores que vieram da base e entraram (Militão, Liziero, Lucas e Caique foram usados). Ninguém me perguntou sobre isso ainda, mas Fernandes foi espetacular. Melhorou muito o time. E o mérito é do Jardine, que me falou para colocá-lo, porque tinha qualidade. Ele foi para dentro e ajudou. Falo muito com os jogadores sobre oportunidades. Às vezes você está trabalhando muito e não tem chances, mas quando tem, tem que aproveitar.Foi espetacular poder colocar Liziero, Lucas e Caique. Seguramente vão continuar tendo oportunidades", ressaltou Aguirre.

Lucas já havia entrado contra o CRB, há uma semana, quando o São Paulo se classificou para a quarta fase da Copa do Brasil. Curiosamente, o time foi treinado por André Jardine em Maceió, enquanto Aguirre buscava visto de trabalho no Brasil. Até então, o meia não entrava em campo desde 31 de janeiro, em vitória por 1 a 0 sobre o Madureira, também pela Copa do Brasil. No ano, são cinco partidas e duas assistências para o garoto, que cruzou com perfeição para Diego Souza decretar o triunfo sobre o São Caetano nesta terça.

"Tenho que ter a cabeça no lugar para fazer meu trabalho, que é firme no dia a dia. Sei que posso ajudar. Fui recompensado pelo meu trabalho, o Jardine me deu confiança e total liberdade, assim como o Aguirre agora deu oportunidade. Jardine tem influência muito grande sobre todos nós que viemos da base. Ele me conhece muito bem e sabe que posso ajudar. O Aguirre também deu confiança, ouve muito o Jardine. E com essa confiança, fui recompensado", exaltou Lucas, promovido ao profissional por Edgardo Bauza em 2016.

Vaias e gritos de "burro"

Percebi (a reação deles). A torcida não tinha conhecimento que Valdivia pediu para sair por estar machucado. Se eu fosse torcedor, faria a mesma coisa. Não entenderia também. É normal. Torcedor tem paixão e não tinha como saber na hora. 

Saída de Petros e Jean

Foram opções que se apresentaram. Tivemos muitos jogos seguidos, importantes. Petros sentiu um pequeno desconforto no último jogo (o da ida contra o São Caetano) e precisávamos de todos 100%. Valorizo Petros  e todos, mas tem que estar 100% em jogo decisivo. Não pode entrar diminuído ou com a cabeça pensando que pode machucar. Precisávamos de todos no máximo. Sidão foi uma opção, pela experiência em um jogo decisivo. Jean fez bem alguns jogos, mas foi uma opção minha.

Diego Souza decisivo

Às vezes você coloca um jogador e ele decide, como Diego fez hoje (nesta terça), com um gol de centroavante, número 9. Foi uma cabeçada espetacular. Mas se a bola fosse para fora ninguém ia falar que foi uma substituição perfeita (trocar Liziero por Diego). Futebol é ganhar e hoje merecemos ganhar. É uma batalha que está começando. Só tive três treinos dede que cheguei. Me senti feliz por ver os jogadores entendendo rapidamente que precisam deixar tudo no campo para ganhar.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos