Tropeços e eliminações na Vila ligam alerta no Santos em 1ª decisão do ano

Samir Carvalho

Do UOL, em Santos (SP)

  • Reprodução/Twitter

    Santos de Jair Ventura jogou quatro vezes na Vila este ano e perder duas

    Santos de Jair Ventura jogou quatro vezes na Vila este ano e perder duas

O Santos faz nesta quarta-feira (21), às 19h30 (de Brasília), diante do Botafogo-SP, a sua primeira decisão no ano. E apesar da vantagem de poder decidir o confronto pelas quartas de final do Campeonato Paulista como mandante, após o empate por 0 a 0 no primeiro confronto, em Ribeirão Preto, a série de tropeços recentes e de eliminações na Vila Belmiro ligam o sinal de alerta para o time do técnico Jair Ventura.

Sob o comando de Ventura, a equipe não convenceu em seu estádio. Foram duas vitórias, diante de Santo André e São Caetano, mas também duas derrotas, contra Bragantino e São Bento.

A sina de resultados ruins dentro da sua própria casa acompanha o Santos desde o último ano. O desempenho em campo na última temporada quase igualou os piores da história do clube nos anos de 1940, 1952 e 1986, quando atingiu oito derrotas. Em 2017, o Santos perdeu sete vezes na Vila Belmiro.

O principal revés foi a eliminação inesperada para o Barcelona de Guayaquil, pelas quartas de final da Copa Libertadores da América, além de tropeços nos clássicos contra Palmeiras e São Paulo. Contra os equatorianos, bastava ao Santos não sofrer gols para se classificar.

Outra eliminação marcante aconteceu diante do Flamengo, quando a equipe venceu por 4 a 2, na Vila Belmiro, mas acabou de fora das semifinais pelos gols sofridos em sua própria casa. A primeira partida acabou 2 a 0 para os cariocas, no Rio de Janeiro.

Além de 2017, quando sofreu duas eliminações em sua casa, a equipe santista também tem outras decepções recentes: em 2014, uma eliminação na semifinal da Copa do Brasil para o Cruzeiro, e em 2013, quando perdeu a final do Campeonato Paulista para o rival Corinthians.

A dificuldade santista de se impor em casa não se restringe somente ao palco santista. No Pacaembu, neste ano, a equipe empatou as duas primeiras partidas, contra Ituano e Corinthians, e só venceu em seu terceiro jogo, diante do Nacional-URU, pela Libertadores.

O Santos ainda tira como lição a eliminação precoce do último ano, também nas quartas de final da competição, quando perdeu para a Ponte Preta mesmo diante do Pacaembu lotado.

"Eu falei para o pessoal antes do jogo que a experiência de 2017 nos trouxe uma lição. Na minha opinião, nós fomos desclassificados porque fizemos um jogo ruim em Campinas e sofremos muita pressão da Ponte. Saímos derrotados por 1 a 0 e tivemos dificuldades na partida de volta. Até jogamos bem melhor que eles no Pacaembu e merecíamos a vaga, mas a derrota na ida fez a diferença para eles e acabamos caindo nos pênaltis", afirmou o experiente jogador.

"Os adversários sabem da força que o nosso time tem na Vila Belmiro. Quando a torcida inflama e joga junto, é muito difícil vencerem a gente aqui dentro", completou o camisa 14.

Para partida, o técnico Jair Ventura pode repetir a escalação do último domingo, mantendo Jean Mota no meio de campo na vaga de Vecchio e Dodô como titular da lateral esquerda. Vecchio e Vitor Bueno também concorrem pela mesma vaga, na função de Mota.

Do lado do Botafogo-SP, o artilheiro Bruno Moraes pediu publicamente por mais ousadia à equipe para conseguir o resultado e a classificação. O técnico Léo Condé não sinalizou modificações.

Para se classificar, Santos e Botafogo-SP precisam de vitórias por diferença simples. Em caso de empate, mesmo com gols, a decisão da vaga nas semifinais ocorrerá nos pênaltis.

FICHA TÉCNICA

Santos x Botafogo-SP

Data:
21 de março de 2018, quarta-feira
Local: Vila Belmiro, em Santos (SP)
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Leandro Bizzio Marinho
Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse e Daniel Paulo Ziolli

Santos: Vanderlei; Daniel Guedes, David Braz, Lucas Veríssimo e Dodô; Alison, Léo Cittadini e Jean Mota (Vecchio ou Vitor Bueno); Rodrygo, Eduardo Sasha e Gabriel Barbosa. Técnico: Jair Ventura

Botafogo-SP: Tiago Cardoso; Marcos Martins, Naylhor, Plínio e Mascarenhas; Willian Oliveira, Diones, Lucas Taylor, Danielzinho e Dodô; Bruno Moraes. Técnico: Léo Condé

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos